Como trabalhar metas em PNL

Para a Programação Neurolinguística (PNL), é fundamental que você saiba o que quer e ter certeza de que isso vale a pena. Dessa maneira, você terá satisfação quando alcançar sua meta. Mas para desenvolvê-la, algumas perguntas podem ser formuladas, como saber o que você quer, se pensa imediatamente em várias metas e se elas se assemelham entre si.

Na PNL, a maneira como você pensa a respeito de sua meta faz uma grande diferença, afinal pode pensar sobre a mesma meta de uma forma fácil ou quase impossível de ser alcançada.

Pontos importantes para a formulação de metas

No livro PNL, “A nova tecnologia do sucesso”, de Steve Andreas e Charles Faulkner, são destacados alguns pontos importantes, como se certificar de que sua meta esteja formulada em termos do que você quer e nunca do que não quer.

Por exemplo, se suas metas forem querer que seus colaboradores parem de se queixar, parar de se sentir mal quando suas propostas não forem aceitas ou não falar tão rápido durante suas apresentações, você está pensando no que não quer. Mas pode facilmente transformar isso, ou seja, querer que seus colaboradores assumam a responsabilidade por suas tarefas, aceitar feedbacks como oportunidades de melhorar suas propostas e ser consciência da sua voz ao falar, tendo flexibilidade para ajustá-las quando quiser.

Quando as pessoas pensam no que não querem ou no que querem evitar, quase sempre é isso que produzem em suas vidas, porque é nesses pensamentos que suas mentes estão focadas.

Outro ponto essencial é certificar-se de que sua meta esteja formulada de uma forma que você possa alcançá-la, independentemente do envolvimento de outras pessoas.

Se suas metas requerem mudanças de outras pessoas, mesmo para melhor, isso te faz mais vulnerável e impotente. Significa que não será capaz de ter o que quer se não conseguir que os outros mudem.

Conquistando metas

Você também precisa conhecer a evidência para a conquista da sua meta.

Algumas pessoas não têm como saber se alcançaram ou não suas metas porque não tem como medir se o seu comportamento diário as aproxima ou afasta dos seus objetivos e nunca conseguem se sentir satisfeitas realizando alguma coisa. Por exemplo, se uma de suas metas for ter mais sucesso, você precisará definir uma prova sensorial específica – o que ver, ouvir e sentir – que lhe diga o que é sucesso, caso contrário, não vai conseguir nada.