Como engajar jovens talentos nas organizações?

A retenção é um dos desafios da equipe de recursos humanos.

Engajar os jovens talentos nas organizações é um desafio constante. Esses profissionais cresceram sendo multifuncionais, para atraí-los, a empresa precisa desenvolver estratégias para manter a boa qualidade do ambiente de trabalho sem perder a competitividade de mercado.

Os incentivos para o desenvolvimento profissional vão motivá-los a buscar conhecimentos e modernidades e são estimulantes, assim como as políticas de benefícios, remuneração, participação nos lucros e resultados.

Uma das principais características dessas gerações é que, se não sentirem satisfação na instituição onde trabalham, procuram sem receio novos horizontes e desafios.


Confira abaixo a reportagem sobre a Diferença das Gerações no Mercado de Trabalho apresentada no Programa Foco & Gestão.


Embora pensem na estabilidade profissional, os jovens talentos buscam um local de trabalho onde se sintam motivados, com possibilidade de crescimento e desenvolvimento, e onde tenham a liberdade para exercer os seus conhecimentos. Por isso, é importante saber administrar o jeito como essa geração se relaciona com o trabalho, para desenvolver uma boa gestão empresarial.

Leia também: Como reter talentos da geração Y

Como motivar jovens talentos?

As empresas devem pensar em como motivar e engajar esses profissionais, desenvolvendo estratégias importantes de gestão, como programas de treinamentos, universidade corporativa, certificações e coaching alinhado às necessidades da empresa.

Os jovens querem sentir que sua competência é valorizada dentro da organização e não é qualquer discurso que os convence, nem qualquer benefício que o atrai, muitos menos qualquer gestor que se torna um exemplo a ser seguido.

Outra característica desses profissionais é que eles são mais ansiosos por resultados, chegam cedo ao mercado de trabalho, com boa bagagem teórica e pouca vivência profissional.

Como liderar a geração Y?

A melhor forma de ensiná-los é por meio do exemplo, sob a coordenação de um bom líder que será um espelho de motivação e dará ênfase aos feedbacks, reforçará pontos positivos e apontará os pontos que precisam de melhoria.

Não podemos deixar de ressaltar que os jovens talentos valorizam o quanto são ouvidos e a liberdade que a empresa dá para criar, pensar e trabalhar.

Com o apoio de um coach, que atua com foco no suporte para a criação de um plano de carreira, o profissional controla melhor a ansiedade, reduz expectativas irreais e conquista as metas conforme planeja, ficando preparado em diversos aspectos.