Como reter talentos da geração Y

De acordo com pesquisadores, os profissionais da geração Y (geração que abrange as pessoas nascidas entre os anos de 1980 a 1990) procuram, sem nenhum pudor ou receio, novos horizontes e desafios quando não sentem satisfação na instituição onde trabalham.

Embora pensem na estabilidade profissional, eles buscam um local de trabalho onde se sintam motivados, com liberdade, possibilidade de crescimento e oportunidade para exercerem seus conhecimentos. Por isso, é importante a empresa saber administrar o jeito como essa geração se relaciona com o trabalho e desenvolva uma boa gestão empresarial.

Os profissionais da geração Y precisam se sentir seguros dentro da organização, pois não é qualquer discurso que os convence, qualquer benefício que os atrai para dentro da organização, muito menos qualquer gestor que vira exemplo a ser seguido. Por isso, a empresa deve pensar na motivação e engajamento dos profissionais dessa geração, desenvolvendo algumas estratégias importantes de gestão.

Programas de treinamentos, universidade corporativa, certificações em coaching alinhados às necessidades da empresa também são essenciais.

Geração Y no mercado de trabalho

Como essas pessoas são mais ansiosas por resultados, chegam muito jovens ao mercado, com boa bagagem teórica, mas pouca vivência. A melhor forma de ensiná-los é por meio do exemplo, sob a coordenação de um líder coach, que será um espelho. Esse profissional dá ênfase aos feedbacks, reforçando os pontos positivos e apontando o que precisa melhorar.

É importante ressaltar que esses jovens profissionais valorizam o quanto são ouvidos e a liberdade que a empresa dá para criar, pensar e trabalhar. Com o suporte de um coach na criação de um plano de carreira, o profissional controla melhor a ansiedade, reduz expectativas irreais e conquista as metas conforme planeja, ficando preparado em diversos aspectos.

A geração Y necessita de desafios constantes, simultâneos, já que cresceram multifuncionais. Por isso, a empresa precisa desenvolver estratégias para manter a boa qualidade do ambiente de trabalho para reter esses talentos e manter-se competitiva no mercado.

Os incentivos para o desenvolvimento profissional, iniciativas para motivar os jovens a buscarem conhecimentos e modernidades são estimulantes, bem como as políticas de benefícios, remuneração, participação nos lucros e resultados.