Você sabia que coaching e psicologia são dois processos diferenciados, podendo ou não se complementar?

A psicologia é ampla, no consultório pode se trabalhar tanto com objetivos específicos como situações existenciais relacionadas à vida e a relação com as demais pessoas. Também trata de sintomas da psique acumulados há um bom tempo, que vem desencadeando problemas pessoais e comportamentais.

Por sua vez, o coaching é direcionado para resolver questões específicas, com o objetivo de atingir um objetivo futuro. Mas é preciso deixar claro que, tanto o coaching como os procedimentos da psicologia centram os esforços para solucionar uma dificuldade em específico que cause desconforto no indivíduo, e vão liberá-lo do acompanhamento quando o problema estiver resolvido.


Para agregar mais conhecimento sobre esse assunto, confira o webinar: As Discrepâncias sobre o que é Coaching apresentado por Sulivan França.


O Acompanhamento Psicológico

Em situações clínicas, como em doenças mentais leves ou intensas, uma pessoa com transtorno obsessivo com sintomas que devem ser avaliados em um quadro mais geral, não pode ser adequadamente tratada apenas com a metodologia de coaching. Nesse caso, o acompanhamento psicológico é fundamental.

A Atuação do Coach

É importante deixar claro que os coaches que não são psicólogos e, por isso, não entendem com profundidade de comportamento humano e suas complexidades. Já para as pessoas isentas de necessidades psicológicas, o coaching pode oferecer um bom suporte, pela eficiência em atingir objetivos.

Durante as sessões de coaching, alguns aspectos emocionais são abordados como parte das ferramentas utilizadas. Muitas vezes, o coach lida com as emoções do cliente e o aspecto emocional não pode ser deixado de lado.

Nesse processo, o indivíduo deixa a zona de conforto e desenvolve habilidades, lançando-se a situações difíceis e diferentes do que estava acostumado a fazer. Isso impacta emocionalmente no cliente e, quando esse processo é realizado com habilidade, contribuiu de maneira significativa com o bom resultado do processo. Nessa esfera, tanto um coach como um psicólogo clínico desempenham papéis bem similares.

A Formação de um Psicólogo

Alguns estudiosos acreditam que sempre haverá coaches, sejam psicólogos ou não, mais interessados na aplicação das metodologias e ajudar a gerar bons resultados para os clientes, muitas vezes sem entender completamente as bases científicas do que fazem. Assim como continuarão existindo os mais interessados na pesquisa contínua, que geram dados relevantes.

Independente disso, os profissionais da psicologia estudam de quatro a cinco anos para entender a mente e o comportamento humano, o que lhes dá o embasamento necessário para tal aplicação.

Benefícios do Conhecimento de Coaching para Psicólogos

Um psicólogo com conhecimento em coaching torna-se capacitado para identificar de maneira ética e crítica qual é a natureza da demanda do cliente e propor a metodologia mais adequada para o trabalho, seja consultoria, orientação, terapia, coaching ou mentoria.