Como começa o trabalho de um coach profissional

Com certeza você já deve ter ouvido muito sobre o trabalho de um coach, mas você sabe como ele funciona? Este texto pretende mostrar alguns passos que os profissionais de sucesso na área realizam em seus processos de coaching.

Reunião inicial

Objetivo: Estabelecer se há a necessidade do coaching, em princípio, conseguir um acordo, construir um relacionamento e estabelecer as regras básicas.

1. Feitas as apresentações formais, o coach sugere o propósito do encontro. Um ponto de partida simples é o passado do player. Isso pode incluir uma visão geral do histórico educacional e profissional e uma descrição do seu papel desempenhado no presente. O próximo assunto a ser tratado é provavelmente as razões pelas quais o coaching está na direção, o que levou à introdução rápida e o que o player espera alcançar por meio do coaching.

A conversa então muda para o coaching é, possivelmente com a introdução do modelo GROW, a gama de estilos de coaching e uma descrição de um programa típico.

2. Neste momento, haverá uma emergente sensação de que o coaching é ou não o caminho correto a ser percorrido. Se não for, tenha a coragem de dizer isso e dê apoio ao player para encontrar aquilo de que precisa.

Se parecer apropriado, discuta nesse momento as regras básicas do programa. Os assuntos mais pertinentes incluem: confidencialidade, honestidade, abertura, retorno para o coach e questões logísticas, como lugar, duração do programa e das sessões de coaching, bem como adiamentos das sessões (aviso prévio etc.).

Busque um compromisso e vá em frente. Lembre-se de que você se comprometer também, e que precisa sentir-se confiante quanto às suas habilidades de cumprir a sua parte do contrato. Caso contrário, tente identificar o obstáculo e converse sobre ele – se isso for apropriado – com o coachee. Com o acordo para prosseguir, o coach deve falar da primeira sessão (será visto mais adiante) para identificar quaisquer materiais ou informações necessárias a ela.

Se o cliente do programa (aquele que paga as contas ou pediu que o coaching fosse pago) não for o player, o coach e o coachee deverão discutir como o cliente deve ser mantido informado (ver adiante a seção “Objetivos públicos e privados”). Sempre é melhor delegar essa responsabilidade ao player, a fim de proteger a confiança no relacionamento.