O que tem feito em sua vida apenas por obrigação? Qual o motivo que o faz permanecer onde está e fazendo o que está fazendo agora? 
A pergunta em questão tem o objetivo de gerar reflexões sobre o seu propósito pessoal de vida, sobre felicidade e plenitude, mas, sobretudo, sobre realização x zona de conforto.
Pare um minuto e pense a respeito:
- Está em seu emprego porque ele te traz realizações e tem sentido e propósito definidos, ou porque já se acostumou com o que faz? Ou ainda, porque tem medo de arriscar para fazer o que realmente deseja fazer? O quanto estar onde está te desafia a evoluir, aprender novas habilidades e fazer diferença? Você é feliz? O que você realmente quer?
- Está em seu casamento ou relação amorosa porque você escolheu andar ao lado dessa pessoa e ela do seu? Está com ele/ela porque tem um propósito de vida conjunto, em que estão construindo algo maior? O quanto você está feliz em sua relação? Ou está onde está e, com quem está, por simples comodismo e rotina? Ou ainda porque você depende emocionalmente dessa pessoa e/ou ela de você? Você é feliz? O que você realmente quer?
- Está se submetendo a uma situação que não te agrada para agradar aos outros? O que você ganha realizando o desejo de outras pessoas e não o seu? Ou ainda, o que você ganha prendendo pessoas a situações das mais diversas simplesmente por dependência ou necessidade de manter o seu status quo? Você é feliz? O que você realmente quer?
Como tem sido a sua a sua rotina, tudo o que você faz hoje é por obrigação, ou o seu dia a dia lhe traz prazer? Você é feliz? O que você realmente quer?
Está vivendo os seus sonhos e desejos pessoais? Eles são apenas seus? Ou tem vivido os sonhos de outros ao invés dos seus? Você anda terceirizando a sua responsabilidade de ser feliz? Você é feliz? O que você realmente quer?
Já pensou nas inúmeras oportunidades que temos todos os dias, a cada amanhecer de ser e fazer diferença a nossa volta? Só tem um porém, a coisa mais importante aqui: sem sair da zona de conforto nada acontece! É preciso querer sair do automático, é preciso querer se destacar. Você pode ser e fazer a diferença na vida de muitas pessoas, mas primeiro é necessário fazer em sua própria vida. Você é feliz? O que você realmente quer?
Gosto muito de uma citação de Freud, quase sempre utilizo em meus textos e artigos porque é a mais pura verdade: "A felicidade é um problema individual. Aqui, nenhum conselho é válido. Cada um deve procurar, por si, tornar-se feliz." (Sigmund Freud)O que você precisa começar a fazer hoje para realizar seus sonhos, fazer o que deseja e ser feliz como merece?
Eu vou destacar aqui, alguns pontos para pensar, reflita a respeito:
1 – Quem sou eu? O que eu realmente quero para mim? O que posso começar a fazer hoje para alcançar esse objetivo?
2 – O que eu quero é possível realizar? É algo que eu tenho condições de fazer sozinho ou será necessário buscar a ajuda de alguém? A quem eu pediria ajuda, ou seja, quem poderia me auxiliar nessa situação?
3 – Como posso começar a tornar esse sonho em realidade? O que eu posso fazer para que esse objetivo se torne uma meta com dia, prazo e hora para acontecer? Eu já posso me imaginar lá? Quando eu quero estar lá?
4 – Quais são as minhas alternativas para realizar esse objetivo, quais os planos a, b, c, d etc... para que ao buscar essa meta, se houverem percalços, eu tenha possibilidades e condições de mudar a estratégia se for necessário?
5 – Quando eu alcançar essa meta, como eu estarei? Como me sentirei? O que isso significará para mim? Que pessoa eu serei depois de conquistar o que almejo?
Querido leitor, minha missão é transformar pessoas no melhor que puderem ser, através do coaching, faço isso porque eu acredito! Sim, acredito no poder transformador, desenvolvedor, fomentador, promotor e realizador do coaching. Minha missão pessoal é não deixar que ninguém passe por mim e saia da mesma maneira, sem que ao menos eu promova uma maneira diferente de pensar, ou que eu o provoque com uma pergunta de maneira que essa pessoa possa se tornar alguém melhor e que me faça alguém melhor também. Eu acredito nisso! No poder da troca, no quanto nós podemos transformar uns a vidas dos outros apenas com um sorriso, um toque, um abraço ou um olhar.
Hoje, estou aqui para provocar uma “sacudida” em você, para lhe perguntar, aliás perguntar é o que o coach mais sabe fazer... É para lhe provocar a fazer uma reflexão sobre a sua vida, a sua felicidade, a sua plenitude, a sua razão de existir... O que você tem feito hoje é apenas uma obrigação? O que você deseja realizar? O quanto permanecer na sua “zona de conforto” te apoia a chegar onde você deseja chegar?

Desejo que esta publicação seja um fator apoiador para ajudá-lo a sair da sua zona de conforto em direção à realização dos seus projetos pessoais, é claro, se você o quiser! Assim como você, um dia, eu também precisei abandonar o meu status quo em busca das mudanças que gostaria de realizar em minha vida. Eu ainda tenho muito a fazer! No entanto hoje sei como posso tornar isso em algo real, como planejo, quanto tempo preciso etc... O processo de coaching foi fundamental em minha vida para realizar todos esses projetos que realizo hoje e para me apoiar em todos os que eu ainda pretendo realizar. Ele pode também fazer diferença na sua vida, experimente como e o quanto o coaching pode apoiá-lo, mas antes, responda a si mesmo: você é feliz? O que você realmente quer?

Um grande abraço!



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.