Uma das mais importantes habilidades para seu sucesso pessoal e profissional é certamente a empatia. Quanto mais você tiver essa habilidade desenvolvida, maior será a sua chance de obter sucesso em seus relacionamentos.

A empatia é a habilidade de colocar-se no lugar do outro, entender seus sentimentos, suas emoções e razões para tomadas de atitudes. 

Isso não quer dizer que você tenha que concordar com todas as ações do outro, mas suspender seu julgamento e ter sensibilidade para compreender que cada pessoa tem seus motivos para ter determinadas reações.

Por não ser a empatia uma aptidão nata a todos, podemos atuar no seu desenvolvimento. Permitir que ela influencie em nossas ações para melhorar suas relações, certamente será uma experiência enriquecedora e muito positiva.

Veja algumas dicas e ações para expandir sua empatia e usá-la a seu favor: 
Transforme sonhos em realidade

1 - Sinta suas próprias emoções: É muito importante que você esteja perfeitamente alinhado com seus sentimentos, para que possa se conectar com as emoções do próximo. Você tem se permitido sentir suas emoções

É muito comum bloquearmos os sentimentos mais desagradáveis para fugir de uma dor, e evitando esse momento prorrogará essa sensação ruim.  Reflita, encare e resolva.

Ação: Tire um momento apenas para você e reflita sobre algum sentimento que o incomoda. Permita-se sentir todas as dores que esse sentimento proporciona. Em seguida estará mais disposto a resolver esse anseio.

2 - Escute o que o próximo tem a dizer: Ouvir é apenas uma questão física. É a capacidade do ouvido de captar o som.  Você deve realmente escutar as pessoas, ouvi-las com atenção.  Observe a tonalidade da voz do outro, as expressões físicas, os sinais que ela emite. Quais os sentimentos que trazem a comunicação dessa pessoa?

Ação: Estabeleça uma conversa com alguém que você tem pouca empatia e treine a escuta atenta. Observe o que ela tem a dizer além das palavras, quais as expressões do rosto, os olhos, mãos, do corpo.

3 - Demostre interesse pelo outro: Durante uma conversa é importante para quem fala sentir que sua história é de fato interessante para quem escuta.  Envolva-se na conversa, faça perguntas, demostre fisicamente que está interessado, faça gestos positivos com a cabeça, sorria. Gere confiança e caso sentir-se à vontade, compartilhe alguma experiência sobre o assunto que possa somar ao próximo esse conhecimento.

Ação: Em uma conversa com uma segunda pessoa que tenha pouca empatia, além de ouvi-la com atenção, interaja na conversa e compartilhe algo da sua vivência que possa ser acrescentado na vida dessa pessoa. Porém com cuidado, preste atenção para que sua colocação não soe arrogante!

4 - Não julgue, coloque-se no lugar do outro: O julgamento é frequente no nosso dia a dia. Contudo, é extremamente importante entender que cada pessoa tem uma história de vida que geraram emoções e que influencia diretamente em suas ações. Diante de uma situação que pareça incomum para você, entenda as razões e emoções desse contexto. Assuma, por alguns instantes, a posição em que o indivíduo passa e facilmente se libertará do julgamento.

Ação: Exercite a capacidade de colocar-se no lugar do outro, mesmo nas situações que pareçam ser inaceitáveis. Trata-se apenas de um exercício.

5 - Esteja aberto para aprender algo que não entende: Tenha curiosidade sobre o outro. A empatia surge do seu interesse por outras pessoas e suas experiências. Sempre que possível, converse com novas pessoas e esteja aberto para ouvir seus conhecimentos, observe que essa pessoa pode ter algo muito importante, por mais simples que possa parecer, a lhe ensinar.

Ação: Puxe assuntos com indivíduos de uma classe social diferente da sua, escute suas histórias e vivências, coloque-se no lugar dessas pessoas. E entenda um pouco sobre uma vida diferente da sua.

6 - Não tenha medo: Desenvolver a habilidade da empatia será uma experiência enriquecedora, que levará você a outro estágio na vida.  Estar no lugar do outro trará sensações, entendimentos e a possibilidade de ver a vida por ângulos ainda inimagináveis.  Certamente você terá uma compreensão mais profunda do outro. Não tenha medo de viver essa experiência, permita-se sentir essas novas emoções e sensações.

Ação: Por fim, faça uma análise das suas ações e verifique o quão positivo foi realizar os atos anteriores.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.