Crise estimula comportamento proativo e mudança de hábito

Hábitos de consumo, planejamento familiar e relação com o trabalho estão mudando nos últimos anos no Brasil devido às dificuldades geradas pela crise econômica.

A mudança de hábito em tempos de crise

Pesquisas atuais mostram que o número de brasileiros fazendo bicos, trabalhos como freelancer ou mesmo com um segundo emprego fixo tem aumentado consideravelmente. Os motivos são a redução da renda familiar por consequência de outros membros estarem desocupados ou mesmo o medo de ser demitido e ficar sem nenhum rendimento.

Também o hábito de consumo e o planejamento financeiro tem apresentado alterações. O brasileiro se mostra capaz de aprender com a crise e há grandes chances de sairmos dessa situação com uma capacidade de organização muito maior e de hábitos de consumo mais seguros, que, sem dúvida nenhuma, contribuem para evitar crises tão graves no futuro e dão maior segurança ao crescimento do país como um todo.

Mudanças de comportamento nesses momentos podem ser comparadas a ações de sobrevivência. Se analisarmos brevemente a história da humanidade, podemos perceber que as maiores conquistas e descobertas surgiram com a necessidade de mudanças e de melhorias. Quando buscamos alternativa de trabalho, por exemplo, estimulamos a capacidade do nosso cérebro para novas habilidades.

Coaching pode ajudar a lidar com a crise

Como coach e especialista em comportamento humano há mais de dez anos, sei bem como momentos de dificuldades podem significar enorme evolução pessoal e profissional para as pessoas por tirá-las da zona de conforto. Crises não são só as financeiras, mas também e principalmente as pessoais, aquelas tempestades densas que enfrentamos em nossas vidas, nos variados âmbitos e nos mais diversos momentos. Elas nos fazem crescer se soubermos avaliar suas causas e propor soluções para dissolvê-las e evitar que se repitam.

Você concorda que os tempos de crise podem ser uma boa época para iniciar um processo de coaching para buscar novas alternativas?

Deixe sua opinião nos comentários e teremos prazer em responder!