“Agenda do executivo” é usado de forma ampla para se referir às questões ou preocupações pessoais, do negócio e/ou organizacionais. Frequentemente esse coaching abrange questões importantes para os executivos e suas organizações que, de outra forma, seriam desprezados, em especial durante as iniciativas de mudança, demissões ou enxugamento da empresa. Às vezes as sessões chegam às raias do aconselhamento de vida, uma vez que o executivo considera seu propósito de vida e desafios pessoais. 


Quando
“É muito solitário estar no topo.”
“Estou enrascado.”
“Preciso de um parceiro de conversa para...”
“Estou enfrentando um grande desafio em...”

Quem
CEOs e chefes de uma empresa ou de importante função de empresa.

Por que
Melhores resultados de negócio. O foco principal do coaching é a agenda maior do
executivo, inclusive melhores resultados de negócio. As sessões de coaching
frequentemente abordam a agenda do executivo no sentido mais amplo.

O que
O executivo trabalha com o coach para:
Desenvolver mais ideias e opiniões.
Priorizar as necessidades do executivo.
Planejar a agenda do executivo.
Obter melhor apoio para a agenda do executivo.
Aprimorar a ação eficaz.

Melhorar (até um nível variável) a agilidade de aprendizado.
O coaching para a agenda do executivo pode ser contínuo e é altamente variável, dependendo da questão. É essencial reconhecer esses papeis distintos de aconselhamento de carreira pelos seguintes motivos:

Clareza. A resolução eficaz de problemas exige informações válidas. Quando as pessoas compartilham informações relevantes sobre uma situação de forma que cada uma entenda, elas têm maior probabilidade de tomar decisões abalizadas. Traçar uma distinção entre os papeis do coaching ajuda a dar clareza e uma linguagem comum em relação ao aconselhamento de carreira e pode ser uma forma útil de orientar todas as partes para o processo de contratação, avaliação e feedback.

Escolha. As decisões eficazes exigem escolha livre e informada. Quando as pessoas baseiam suas escolhas em informações válidas, elas têm maior probabilidade de fazer essa escolha livre e informada. Reconhecer as distinções entre os diferentes papéis de coaching ajuda a propiciar uma escolha informada por parte do cliente (e, possivelmente membros da família), do chefe do cliente, do chefe de recursos humanos e do(s) coach(es) que fornecem o serviço.

Comprometimento. A implantação eficaz exige comprometimento interno. Quando fazem escolhas livres e informadas com base em informações válidas, as pessoas tendem a se sentir pessoalmente responsáveis por suas decisões e acham suas escolhas intrinsecamente motivadoras ou satisfatórias. Oferecer às partes um conjunto de respostas de coaching durante todo o decorrer do relacionamento de coaching ajuda a estimular o comprometimento interno.

Papéis e comportamento. Cada papel de coaching ajuda a definir comportamentalmente como os coaches e clientes trabalham juntos. Assim, a escolha do papel apropriado de coaching pode fazer toda a diferença entre satisfazer ou não as expectativas do cliente. Uma discussão aberta dos papeis de coaching também pode ajudar à criar regras básicas e um sistema de feedback.


Marshall Goldsmith em Coaching: o exercício da liderança, editora Campus, 2003.