Coach e Personal Trainer: diferenças e semelhanças

A profissão de coach tem muito em comum com a de personal trainer. Uma das poucas diferenças está no foco prioritário desses profissionais – enquanto o personal trabalha toda a parte física do seu cliente, o coach é focado na mente da pessoa, o que reflete em benefícios para uma vida sã e, consequentemente, um corpo são.

Ambos podem atuar juntos se a meta do cliente for alcançar melhores resultados enquanto atleta ou praticante de determinada categoria esportiva. Ou mesmo se a meta for relacionada a melhores resultados em relação a medidas e aspectos corporais.

O coaching estabelece estratégias para o indivíduo alcançar um estado desejado por meio de um trabalho individualizado e especializado. Isso exige do coach uma formação específica, conhecimento do seu ramo de atuação e aperfeiçoamento contínuo.

Ambos os processos trazem resultados

As duas profissões são permanentemente focadas no cliente, no desenvolvimento dele, bem como em seus objetivos e necessidades. Assim como o personal trainer, o coach faz um acompanhamento dos passos do seu cliente, apoiando-o para o sucesso.

Mas, diferentemente do educador físico, o coach não fará orientações, não dirá ao cliente o que fazer nem vai elaborar um plano de ação para ele. Seu papel é fazê-lo vislumbrar novos caminhos e desenvolver novas possibilidades para alcançar o objetivo.

Logo na primeira sessão de coaching, o cliente sentirá a diferença entre ter e não ter um coach, assim como pode ser observado com um personal trainer. O acompanhamento profissional proporciona alcance rápido das metas e resultados duradouros, além de estímulo permanente e elaboração de novas metas.