Aplicando GROW no coaching: W – What next - E agora?

Uma vez elaborado o plano de vida, é hora de criar um plano de ação para realizá-lo. Este é um bom roteiro para o coachee:

• A que áreas devo dar mais atenção?

• Que tipo de apoio externo devo procurar?

• Como saber se alcancei determinada meta?

• Quando fazer uma avaliação com o coach?

• E o que fazer agora?

Para o coach, as perguntas são bem diferentes. Sua preocupação é apoiar o crescimento e o desenvolvimento do coachee, de modo que este consiga atingir as metas estabelecidas.

Nesse sentido, a realização pode ser considerada um reflexo do progresso do coachee. Este é um bom roteiro para o coach:

• Maximizar as competências do coachee.

• Ampliar o desenvolvimento do nível de consciência do coachee (“como se”, “e se? completo” e “e, e se?”).

• Levar o coachee a fazer adaptações mais saudáveis.

• Assegurar que o coachee esteja ativo nos quatro quadrantes.

• Identificar as linhas de desenvolvimento que precisam ser mais desenvolvidas.

Identificar as subpersonalidades do coachee que impedem seu desenvolvimento.

• Descobrir se o coachee está preso a um nível de identidade no self.

• E por último, mas não menos importante, o que você, enquanto coach, pode fazer a seguir?

A importância do relacionamento

É esse trabalho de ambos os lados que constrói um relacionamento de coaching, e é provável que o seu próximo encontro com o coachee seja para suprir uma necessidade, e não para cumprir o calendário.

Toda vez que um dos dois conseguir uma informação que seja útil ao desenvolvimento do coachee, haverá um novo encontro. É sua função dar apenas o apoio necessário e na hora certa, de modo que o coachee se sentida estimulado e apreciado. Não é seu papel fazer o trabalho no lugar dele.

Cada vez mais, frequentemente, o coachee vai, por ele mesmo, buscar novas opções, aumentando, assim, sua capacidade para quando chegar a hora de caminhar sozinho.


Veja também:

O método de coaching - GROW

Modelo GROW - G: Goals (Metas)

Modelo GROW - R: Reality (Realidade)

Modelo GROW - O: Options (Opções)


Esse texto possui informações extraídas do livro "Coaching Integral: além do desenvolvimento pessoal" de Martin Shervington, editora Qualitymark, 2006.