Como funciona o coaching ontológico

Antes de entender para que serve o coaching ontológico, é preciso compreender que as pessoas são limitadas na maneira de observar o mundo. Os problemas, as alternativas para resolvê-los e as soluções estarão mais claras a olhos observadores mais atentos, por isso o profissional no coaching ontológico poderá fornecer um contexto seguro para que o cliente aprenda novas distinções, a partir de uma nova ótica, tornando-se um observador potencializado e atuante.

O coach apoia o cliente a enxergar as situações desafiadoras de formas diferentes, com o objetivo de encontrar novas possibilidades de ação. O profissional não dá diagnóstico, tampouco aconselha nem faz recomendações, ele explora e se torna uma ferramenta de auxílio para o cliente obter o máximo de desempenho pessoal e profissional.

Sua orientação é importante para possibilitar autoconhecimento e expansão das capacidades do coachee, que normalmente busca para resolver situações e problemas pessoais ou profissionais.

No coaching, a utilização de linguagem, emoções e corpo torna o treinador um bom observador de como o cliente faz uso da linguagem, sua experiência emocional e como as formas específicas de linguagem e emoção são expressadas no corpo.

O papel do coach é perguntar de maneira cordial ao cliente sobre como as mudanças podem ocorrer em cada domínio de linguagem, as emoções e o corpo, para em seguida gerar novas perspectivas construtivas que possibilitem ação efetiva do profissional.

O coaching ontológico também é importante para apoiar o cliente no desencadeamento de mudanças construtivas em suas interpretações, diluindo significados sobre um mundo restritivo que limitam suas potencialidades. A linguagem gera realidade, o coach estará atento a maneiras particulares do coachee que utiliza ou não a linguagem como fator limitante, dependendo de como ele observa suas circunstâncias.

A mudança na linguagem, ou mesmo o uso de atos linguísticos básicos, é um dos instrumentos para se desenvolver comportamento e formas de comunicação mais eficientes para a resolução de problemas.

Entendendo as formações de coaching

Lembramos que o coaching é dividido em três nichos específicos:

Coaching de Vida – O processo de Life Coaching ou coaching pessoal é desenvolvido para quem deseja ter uma melhor qualidade de vida, tanto para desenvolvimento pessoal quanto para planejamento de vida;

Coaching de Carreira – processo utilizado para o desenvolvimento para orientação de carreira profissional, encaminhando para novas oportunidades;

Coaching Executivo – esse processo é desenvolvido para o alcance de metas e objetivos corporativos, alta performance de gestores e necessidades de negócios.

O coaching ontológico é um nicho no qual muitos profissionais da área acabam criando, para atrair clientes específicos.
Neste caso, o processo entra como uma meta pessoal, sendo então o coaching de vida!

Caso ainda tenha dúvidas, assista nosso webinar sobre os Nichos de Coaching.