O termo CEO é um termo estrangeiro que é cada vez mais utilizado em comunicações empresariais. Foi introduzido com a globalização e com a necessidade de um responsável pelas estratégias e visão das grandes empresas no mercado internacional. É importante ressaltar que não são todas as empresas que possuem uma pessoa no cargo de CEO.

No geral, todas possuem um diretor geral, porém a função de CEO é mais utilizada em grandes empresas multinacionais, onde é necessário ter uma pessoa com habilidade e competência para estar à frente da organização como um todo. Alguém que representa a organização, que fala em nome da companhia.


Dependendo da empresa, o CEO pode ser também o presidente do conselho de administração (em inglês Chairman of the Board). Neste caso, é nomeada uma pessoa para a função de diretor de operações (em Inglês, COO - Chief Operating Officer). Geralmente o CEO é nomeado de acordo com o seu reconhecimento no mercado de atuação da empresa. Um CEO mundialmente conhecido foi Steve Jobs, responsável por lançar no mercado os inovadores produtos da empresa Apple. No caso da famosa empresa Google, Larry Page assume a função de CEO, sendo responsável pela estratégia tecnológica e desenvolvimento de novos produtos da empresa.


Existem diversas siglas inglesas para designar os diretores dos diferentes setores de uma empresa. São chamadas de "CxO" (C de Chief e O de Officer), em que o X é a designação da função, por exemplo, "Chief Financial Officer" (CFO - Diretor Financeiro) e "Chief Operating Officer" (COO - Diretor de Operações). Mas chegar ao cargo de CEO de uma empresa e manter-se lá, não é nada fácil, pois para isso, demanda muita responsabilidade, capacidade de realização e transformação.

Os desafios do cargo de CEO começam a partir do fato de que ele deve ter competências que façam com que consiga trazer melhores resultados para a empresa, tanto no que diz respeito aos lucros como à produtividade. Sua figura inspira os demais membros a trabalharem melhor e alcançarem suas metas de forma concreta e objetiva.


Portanto, o CEO deve ter em mente que deve priorizar atividades que geram resultados, sem perder tempo com atividades que não tragam bons resultados. Contando com o planejamento estratégico para alcançar níveis de excelência ao longo do seu dia-a-dia. Buscando responsabilidades e assumindo-as. Colocando em pratica projetos importantes e sempre estando à disposição para colaborar.


Para que possa ser visto, muitas vezes é preciso se expor. Portanto o CEO não espera, e sim, cria suas próprias oportunidades. Inovando e criando, jamais realizando suas tarefas de maneira automática, ou seja, pensando sempre no que pode ser melhorado. Inovação é algo que toda empresa busca e o CEO sabe disso, pois assim ele gera grandes chances de criar algo que faça a diferença para sua organização.


O CEO nunca para de aprender, pois sabe aproveitar todas as oportunidades para conhecer algo novo. Pois não existem erros e acertos, apenas resultados.
A partir deste pensamento, ele idealiza maneiras de aprender com os resultados e ir à busca das suas metas. E certamente, sempre esta em movimento, e investindo no seu próprio conhecimento, estudando, trabalhando seu desenvolvimento pessoal e buscando atividades que realmente lhe dão prazer e geram mais impacto positivo nos seus resultados. Pois o maior desafio de um CEO é saber que para crescer em qualquer empresa é preciso inicialmente crescer internamente, como indivíduo.

  0   0

Sulivan França

Sulivan França

Presidente da SLAC Coaching

Atual Presidente da Sociedade Latino Americana de Coaching, Sulivan França é Master Coach Trainer por meio da International Association of Coaching Institutes, possui licenciamento individual conferido pelo Behavioral Coaching Institute (BCI) e credenciamento individual junto a International Association of Coaching (IAC) além de Master Trainer por meio da International Association Of NLP Institutes.