Um estudo sobre aprendizagem nas equipes de trabalho revelou um catálogo de razões pelas quais a aprendizagem não ocorre. A mais importante delas foi que as pressões da tarefa – conseguir realizar serviços urgentes – não deixavam tempo para refletir ou rever processos.
Outros obstáculos comuns à aprendizagem: 
- Tabus: aqueles tópicos que os membros da equipe aprenderam que era melhor evitar.

- A sensação dos membros da equipe de que era inútil tentear mudar as coisas.

- Comunicação inadequada (por exemplo, rotinas que enfatizam a comunicação das transações em equipes virtuais, sem uma correspondente comunicação de fortalecimento das relações pessoais).

- Barreiras aos recursos (por exemplo, interdição de acesso a materiais de aprendizagem ou cursos).

- Ausência de habilidades de aprendizagem e de ajuda para outros atenderem.

- Segmentação dos conhecimentos: organização que funciona à base de informações dadas “a conta-gotas”.

- Ausência de “segurança psicológica”: as pessoas sentem-se receosas de falar abertamente, de experimentar novidades e de se envolver em desafios construtivos.

- Variedade insuficiente de perspectivas ou má vontade para ouvir pessoas com opiniões divergentes.

É um desafio significativo para o coach ajudar as pessoas a superar seus automatismos, para que possam desenvolver uma avaliação racional do potencial de aprendizagem de indivíduos substancialmente diferentes deles e aprender a tirar vantagem de oportunidades de aprendizagem. 

David Clutterburck em Coaching Eficaz: Como orientar sua equipe para potencializar resultados