icone podcasts

PROGRAMA ACERTAR É HUMANO

#070

O apresentador e professor Nélson Sartori continua a entrevista com o master coach e presidente da SLAC Coaching, Sulivan França.

070- Programa Acertar é Humano: de 28/01/2016

Programa Acertar é Humano (28/01/2016)

Nélson Sartori e Sulivan França

Tempo de áudio
24 minutos e 23 segundos
Legenda
... ➔ pausa ou interrupção do discurso
[...] ➔ palavra/trecho incompreensível
[comentário] ➔ comentários do transcritor

♪ [tema acertar é humano] ♪

Começa agora na Mundial Acertar é Humano, um programa que apresenta crônicas com humor e foco na solução, sempre falando de temas diversos como empreendedorismo, liderança, esporte, atualidades, comunicação entre outros. Tudo isso seguindo a filosofia do coaching.

Programa Acertar é Humano, uma produção da Sociedade Latino-Americana de Coaching, a elite do coaching no Brasil. Apresentação Sulivan França e Nélson Sartori.

[SULIVAN] Bom dia, ouvinte do Programa Acertar é Humano, aqui é o Sulivan França mais uma vez e aqui ao meu lado o nosso amigo Nélson Sartori.

[NÉLSON] Bom dia, Sulivan, meus amigos, Evaldo Ribeiro, nosso sempre companheiro da rádio nos ajudando, auxiliando, fazendo o seu trabalho técnico. Bom dia Toninho, técnico, palmeirense convicto, grande companheiro.

Muito bem. Sulivan França, o nosso companheiro da rádio, como eu havia prometido a vocês, fiz uma entrevista no programa passado com ele e esse ano o grupo do Sulivan e da SLAC tem propostas inovadoras para o trabalho que vem realizando.

ENTREVISTA COM SULIVAN FRANÇA

Quero fazer uma pergunta a ele, porque dentro dessa proposta vai trazer alguns aspectos que já comentamos em nosso programa e muitas vezes fomos até contundentes no que diz respeito a exposição das pessoas.

Sempre falamos que as pessoas devem tomar muito cuidado na hora de se exporem nas redes sócias, mas isso não mudou. O nosso pensamento, o meu com certeza não mudou a respeito disso.

O que acontece é que, hoje, as pessoas têm um acesso muito contínuo, constante a tudo, estão o tempo inteiro observando e sendo observadas e quem quer participar de um universo de empreendedorismo, trabalho, tem que estar presente e precisa atuar dentro do universo da tecnologia, das inovações de comunicação e a SLAC está participando disso.

Quais são os projetos desse ano da SLAC?

Nós sabemos que existem três projetos diferente. Eu vou perguntar um por vez que é para não embolar.

A primeira coisa interessante é que vai acontecer a inversão para a TV do Programa Acertar é Humano? Fale para nós um pouco sobre essa novidade.

[SULIVAN] Em 2016, possivelmente estrearemos em março, existe todo um trabalho por parte da assessoria da SLAC e não será um programa, mas será um quadro em algum programa de TV de canal aberto e logo teremos novidades. Não posso falar ainda, mas é certeza.

[NÉLSON] Isso é o resultado de um processo de trabalho. Todo trabalho quando têm uma meta, um projeto, buscar o envolvimento, acaba conquistando um resultado. A prova disso é a conquista que o tema Acertar é Humano está atingindo.

Agora, vai começar esse tipo de trabalho e isso representa uma exposição, mas só que é uma exposição profissional.

O que isso traz de positivo para um profissional do coaching como você? Fale para nós sobre isso. É uma exposição profissional, só que o que se busca, agora, é exatamente o coaching, é isso?

[SULIVAN] Não, acho que essa exposição, – que acontece até bem antes do que imaginávamos – porque quando começamos o Programa Acertar é Humano, – está fazendo aniversário agora, estamos completando dois anos do programa na rádio, então todas as quintas-feiras às 7h00 da manhã – no ano de 2014 participei de todos programas, no de 2105, por questões de agenda não consegui me fazer presente e você, brilhantemente, tocou todos os programas, mas estamos voltando em 2016.

Quando projetamos o Acertar é Humano lá atrás, nós tínhamos essa meta de ir para uma emissora de televisão, mas com o objetivo de ir nos próximos cinco anos e conseguimos com dois anos. Certamente a partir de março teremos uma versão do Programa Acertar é Humano como o quadro de um programa de televisão. Na verdade, será um quadro, não programa em si, já é um grande passo para nós.

[NÉLSON] Sim, mas é uma presença.

[SULIVAN] Isso falando um pouco de tudo o que conseguimos fazer, você pergunta qual é a questão dessa exposição profissional. Acho que mais do que a exposição profissional fica o reconhecimento, fica notório a audiência do programa, quanto cresceu nesses vinte e quatro meses no ar, vem crescendo a cada mês, isso é uma prova de qualidade, credibilidade, de nossos ouvintes e de tantos que nos acompanham nas quintas-feiras, tenho certeza que na televisão não será diferente.

Quando entrega um conteúdo de qualidade, um conteúdo onde as pessoas possuem a percepção de ganho, ou seja, quando gera valor para essas pessoas, estamos na era do protagonismo, então o que as pessoas buscam, hoje, é um conteúdo, não querem uma conversa fiada, uma fala onde, muitas vezes, está bom, entendi, o que faço com isso. Acho que a proposta do Acertar é Humano sempre foi entregar conteúdo.

Até o próprio nome do programa, esse trocadilho com aquele ditado tão velho que é: Errar é Humano, não, está bom, errar é humano não, acertar é humano, podemos acertar.

[NÉLSON] É uma desculpa.

[SULIVAN] Então trabalhando sempre com foco na solução e o que viemos fazendo, acho que isso só tem a trazer esse reconhecimento e, por enquanto, será um quadro de um outro programa, mas, certamente, caminhando para ser um programa.

[NÉLSON] Pessoas precisam de referências, é importante que haja. Quando falamos sobre isso é porque, muitas vezes, precisa se olhar no espelho, mas precisa se olhar para o lado também, precisa conhecer o que está acontecendo à nossa volta.

Programas como esse que estão surgindo, que expõe a figura de Sulivan França que é um referencial, são importantes para que nós possamos ver as coisas acontecendo de fato, materialidade.

Acho que a migração, – migração não, ou seja, o complemento, porque o Programa Acertar é Humano de rádio continua, tem sua marca – mas essa evolução também para um aspecto visual, trabalha novas perspectivas de referência.

A referência significa o seguinte: Quantas pessoas de sucesso que conhecemos que podemos nos espelhar? É importante saber que existem pessoas trabalhando, conquistando espaço a partir de seu trabalho e são referências importantes.

A exposição do profissional de coaching, ele pode trazer também essa referência? Ou seja, o próprio coaching se apresentando traz a referência possível de melhora do desenvolvimento do trabalho do coaching no país? Mesmo sabendo que esse programa não aborde especificamente o coaching, até pelo espaço que vai ter, mas ele vai trabalhar muitas questões da relação humana, das relações sociais.

Esse referencial de exposição, é um referencial que, hoje, se faz necessário?

[SULIVAN] Muita gente tem a percepção que o processo de coaching é para quem tem dinheiro, é só para organizações, são para pessoas ricas ou coisa do tipo e que não é verdade.

Você tem uma meta, precisa de um processo de coaching.

Qual é a grande proposta de quando começamos o Acertar é Humano há dois anos? Qual era a proposta de geração de valor para os nossos ouvintes?

Era pegar temas do dia a dia, – como a própria vinheta do programa diz – converter isso com foco na solução. Enquanto todo mundo fala de desgraça e do problema, pegaremos isso e converteremos em um foco na solução e falaremos sobre esse determinado tópico, isso agradou muitas pessoas.

Enquanto pessoas pegam uma tragédia, um problema e falam incessantemente daquilo, pegamos a tragédia e o problema e pensamos em uma forma de solucionar aquilo. Essa é a proposta do coaching.

O Acertar é Humano, na televisão não será diferente, essa é a proposta, então é trazer sempre um conteúdo comportamental, é fazer o sujeito pensar sobre o que não pensa, que é a proposta de um processo de coaching.

Diretamente falando de comportamento, mas indiretamente estamos falando de coaching, são questões comportamentais.

Tanto que entregamos aqui no rádio quanto o que temos como proposta de entregar na TV, no programa, é, justamente, gerar esse valor para o nosso ouvinte ou telespectador. É fazer com que o sujeito que de repente está te vendo ali por um, dois minutos, tenha uma percepção, ou quem sabe um insight, uma ideia que possa fazer diferença, tanto do ponto de vista pessoal quanto profissional.

[NÉLSON] Quanto tempo será que levará para virar um programa inteiro?

[SULIVAN] Acredito que não muito tempo. Qual é nossa grande proposta dentro da SLAC hoje?

É o que viemos dizendo há algum tempo. Quando começamos o programa de rádio lá atrás, há dois anos, não se falava na era do protagonismo, só que já fazíamos isso se antecipando há uma necessidade futura. Hoje, no final do ano passado, esse ano estão falando muito sobre o protagonismo e a nossa ideia é gerar conteúdo, valor, fazer com que as pessoas tenham uma percepção de valor.

Conseguimos isso por diversos canais.

Fonte número um: Através de todos os nossos programas de formação.

Fonte número dois: Através do programa de rádio gerar conteúdo para as pessoas, elas buscam, hoje, conteúdo. A empresa que está no mercado e não fornece conteúdo, está fadada ao fracasso em um curto espaço de tempo, então o teu cliente, ouvinte, telespectador, aluno, seguidor em uma rede social, quer conteúdo, as pessoas estão carentes disso, querem consumir esse conteúdo e o que estamos fazendo no rádio, hoje, é gerando o conteúdo para essas pessoas.

Nós fazemos um programa que depois vai para o site do programa, vai para o Facebook, que o cara pode baixar, ouvir.

Tem gente, hoje, escutando o nosso programa de metas que foi feito em janeiro de 2014 e que, certamente, vai fazer a diferença para ele, agora em janeiro de 2016, se é um cara que não sabe traçar uma meta direito.

Então já fica a dica. Entre no site www.acertarehumano.com.br e lá você tem todos os programas ao longo desses dois anos e que, certamente, vai agregar valor a você em algumas de nossas falas, alguns de nossos programas. Nós abordamos até ferramentas de desenvolvimento pessoal e processo de coaching.

Então dentro desses pilares viemos fazendo programas de rádio, de desenvolvimentos nosso, de informação e, agora, viemos também com um aplicativo.

[NÉLSON] Essa era minha segunda pergunta, porque tenho que fazer minha parte também.

A tecnologia e comunicação são pontos importantes, hoje em dia. A SLAC está lançando um aplicativo que é a forma da pessoa ter essa informação que achamos tão importante que tenha essa informação no bolso.

Já fiz há algum tempo, – só para podermos fazer uma amarração – até no dia dos professores, uma entrevista em que falávamos muito sobre a educação de bolso, não menosprezando, mas que, hoje em dia, as pessoas levam a informação junto de si, onde estiverem. As pessoas têm pesquisa, tem acesso às redes sociais, a fontes de pesquisa, a educação e, agora, estamos vendo também saindo à frente, a SLAC trazendo esse aplicativo.

Gostaria que você falasse um pouquinho sobre a proposta do aplicativo e o que esse aplicativo traz mais uma vez de contribuição, porque você sabe que nosso ouvinte daqui a pouco vai baixar.

Convidamos todos a baixarem e conhecerem esse aplicativo. Fale sobre ele para nós.

[SULIVAN] A proposta do aplicativo foi colocar na mão do usuário, do aluno, do membro, dos nossos ouvintes dos telespectadores de forma geral, um aplicativo que gerasse conteúdo para ele. Essa é a ideia.

Quantos de nós que pegamos o smartphone, baixamos um aplicativo e depois em um curto espaço de tempo, uma, duas semanas, não lembra nem para que baixou e acaba não fazendo nada, porque o aplicativo acaba sendo inútil.

O principal cuidado quando sentamos para pensar nesse aplicativo, é como fazemos para ter um aplicativo que não seja passivo, tem que ser ativo, que de uma certa forma gere uma interação, conteúdo, estamos falando de conteúdo. Foi quando partiu a ideia do lançamento do aplicativo.

O que fizemos?

Dentro do aplicativo, por exemplo, hoje, você encontra agenda de cursos, pode ser inscrever para receber informações, se quiser fazer uma ligação para a SLAC, quiser chegar na SLAC, para quem já é membro da SLAC tem a área de membros onde acessa e tem acesso a todo o conteúdo dele que é o conteúdo privado do membro, tem nossa agenda, mapa da região onde vai realizar os eventos e vê tudo que tem em volta dessa região, tem mural, conexão com as redes sociais, diversos artigos que são publicados por nossos membros, então artigos falando sobre desenvolvimento, liderança, gestão de pessoas, que o sujeito pode acessar e tem uma coisa interessantíssima, em minha opinião, que já recebemos excelentes feedback, que é o Minuto do Coaching.

Então no final do programa fazemos o Minuto do Coaching, onde eu, na ocasião, deixava uma pergunta que gerava reflexão e, às vezes, até duas perguntas, para gerar reflexão no nosso ouvinte para o dia a dia.

Então o que estamos fazendo aqui?

Existe o Minuto do Coaching, ele está programado, todos os dias recebe às 9:00 da manhã uma pergunta sobre coaching.

MINUTO DO COACHING

[SULIVAN] Por exemplo, a pergunta de, hoje, do Minuto do Coaching que veio via aplicativo diz assim:

DE QUE DEVE DESISTIR, OU DEIXAR DE FAZER, PARA ATINGIR SEU OBJETIVO?

No domingo de manhã pergunta foi a seguinte:

PENSE EM TRÊS COISAS QUE PODERIA FAZER PARA A SUSTENTAÇÃO EM BUSCA DE SEU OBJETIVO E PARA CONTINUAR SE APROXIMANDO DE SEU OBJETIVO?

Então são coisas que muitas vezes caem como uma luva no dia a dia do indivíduo e que faz com que em um processo de reflexão, que é a proposta do processo de coaching, consiga, de repente, ter um insight, uma ideia e fazer alguma coisa diferente.

Então essa é a ideia da proposta, geração de valor que estamos falando, sobre a ideia do aplicativo.

[NÉLSON] É uma motivação a reflexão, acho que isso é importante, porque precisamos ser cutucados. É isso que o coaching faz, cutuca.

[SULIVAN] O aplicativo veio para gerar nossa conexão com nossos alunos, membros e até para quem não é.

[NÉLSON] O que acho interessante é que não é um aplicativo passivo. O que é um aplicativo passivo?

Preciso buscá-lo para ter acesso as coisas. Aqui não, ele me oferece, porque você pode habilita-lo para receber, será comunicado sobre essa nova pergunta.

[SULIVAN] Você recebe, religiosamente, todos os dias às 9h00 da manhã, uma pergunta que gera reflexão que, certamente, vai fazer a diferença.

É como se tivesse, ainda que não tenha, não passe por um processo de coaching, um minuto de coaching todos os dias e como se no final de uma semana tivesse, ao invés de uma hora de coaching, pelo menos sete minutos, então isso é geração de valor.

Mesmo que ainda não esteja passando por um processo de coaching, que nunca tenha passado, se baixar o aplicativo, no final de uma semana terá passado por sete minutos de coaching e gratuito.

[NÉLSON] Vale a pena conhecer esse aplicativo, porque vai interagindo com o coaching, vai ver no que isso vai transformar.

Você quer descobrir como é antes de buscar alguma coisa?

Baixe o aplicativo e comece a participar desse processo. Vai perceber o quanto isso pode transformar sua vida, se deixe levar, ouça, participe ativamente.

[SULIVAN] Faz cinco meses que fizemos o lançamento do aplicativo. Foi lançado em agosto, então agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro, hoje, já atingimos, até o final de dezembro, a marca de 50 mil usuários. Então São 50 mil pessoas conectadas todos os dias através do aplicativo, sendo beneficiadas com as perguntas de coaching, então certamente estamos agregando valor a 50 mil pessoas. Essas 50 mil pessoas, certamente nos acompanham, ouvem nosso programa, vão assistir o programa na TV, que frequentam nosso site, que de alguma forma estão conectadas conosco todos os dias.

[NÉLSON] Hoje em dia, quando um empreendedor lança um produto, é importante que atenda uma demanda do mercado e ofereça alguma coisa. Aquela concepção passada de absorção absoluta do mercado não tem mais função hoje, porque existe uma relação.

Quanto pode me oferecer e que é importante para mim, para que confie em você? Quem é você para que confie?

O programa de hoje é sobre essa exposição e fala que tenho que me expor, mostrar minha cara, o meu trabalho, de me mostrar para que as pessoas me conheçam.

Hoje em dia, as questões que já foram faladas no passado como o marketing, uma série de fatores que demonstram quem é, que o expõe, eles vão além, porque as pessoas estão espalhadas pelo mundo buscando aquilo que necessitam.

A demanda é muito grande e é preciso que se mostre o trabalho, então as pessoas precisam mostrar o seu trabalho, precisam ser conhecidas, apresentar aquilo que fazem de bom, porque sempre existe aquele que está necessitando daquilo que está oferecendo, se for de boa qualidade.

Então esse é o novo processo dentro do universo de comunicação. Participar, conhecer, ver o que está sendo feito, é o que vai permitir que você um dia também produza alguma coisa na mesma proporção, é uma escola.

[SULIVAN] Para quem quiser ter acesso a esse falado aplicativo que tanto comentamos, tanto na Apple quanto na plataforma Android, no Google, você tem acesso. É só colocar SLAC coaching, lá vai achar o aplicativo, baixar gratuito e habilite para poder receber as mensagens. Ele dá uma mensagem se autoriza ou não receber as informações, as mensagens todos os dias e ao habilitar essa mensagem vai receber as perguntas de coaching todos os dias pela manhã e certamente vai agregar valor, vai fazer pensar sobre suas metas, seus objetivos, refletir sobre tudo o que está colocando.

Já aproveitando que falei do aplicativo e comentei as duas últimas perguntas, quero comentar aqui a pergunta do dia primeiro de janeiro. Foi uma pergunta muito interessante. Nós fizemos a seguinte pergunta às nove da manhã do dia primeiro de janeiro.

QUAL SEU PRINCIPAL DESAFIO PARA 2016?

[NÉLSON] Fale porque que eu estava quietinho aqui, Sulivan.

[SULIVAN] Porque acabou de derrubar um copo de água em cima da mesa, fez uma lambança e teve que sair correndo para arrumar.

[NÉLSON] Existem coisas que eu mesmo faço.

[SULIVAN] Ainda bem que ninguém vê.

[SULIVAN] Uma outra coisa que queria falar é o terceiro momento, objeto, quero que você fale rapidinho sobre a terceira forma que é a revista da SLAC.

[SULIVAN] Também lançamos a revista, agora, em novembro, bimestral, com uma tiragem de 10 mil exemplares.

Não é uma revista com o objetivo de vender a SLAC, tanto que se pegar verá que só o nome é Revista SLAC, mas não traz propaganda da SLAC. Tem um anúncio, claro, mas não é demasiado e o principal objetivo é trazer conteúdo.

Nessa primeira edição trouxemos na capa o Juliano Seabra que é Diretor Geral da Endeavour Brasil. Para quem não sabe, é uma organização sem fins lucrativos, mas totalmente voltada para empreendedorismo em nosso Brasil e também está presente em diversos países. A próxima edição que é janeiro e fevereiro, vai sair o Daniel Goleman na capa e para quem não sabe ele é o pai da inteligência emocional. Tem uma matéria fantástica com ele, o americano Daniel Goleman na capa.

Então a ideia é trazer gente de peso e conteúdo, principalmente.

[NÉLSON] Muito bem. Minha gente, quem quiser saber um pouco mais da revista, entre em contato conosco pelas redes sociais e nós daremos mais informações a respeito disso.

Eu vou agradecer mais uma vez o meu amigo Sulivan por essa entrevista, demonstração e essa explicação do que é a comunicação, tecnologia, hoje, de empreendedorismo e profissão.

Minha gente, até o nosso próximo programa. Um grande abraço, Sulivan. Na próxima Sulivan já como parceiro do lado, nós entrevistando alguém. Um abraço a todos, até mais.

[SULIVAN] Um grande abraço a todos.

♪ [tema acertar é humano] ♪

Você ouviu pela Mundial o Programa Acertar é Humano. Apresentação Sulivan França e Nélson Sartori. Uma produção da Sociedade Latino-Americana de Coaching, a elite do coaching no Brasil.

Outros Podcasts

078 - Programa Acertar é Humano: de 31/03/2016

#078

077 - Programa Acertar é Humano: de 24/03/2016

#077

076 - Programa Acertar é Humano: de 17/03/2016

#076

Neste programa o professor e apresentador Nélson Sartori fala sobre o poder que a mídia tem atualmente, sendo ao mesmo tempo a heroína e vilã.

075 - Programa Acertar é Humano: de 10/03/2016

#075

Neste programa o professor e apresentador Nélson Sartori fala sobre o tema "virar a mesa", ou, dar a volta por cima, transformar alguma coisa ruim em algo bom. O que é preciso fazer para virar a mesa?

074 - Programa Acertar é Humano: de 03/03/2016

#074

"Escrevendo nossa história" - você é passivo ou ativo quando se fala da história da sua vida? O professor e apresentador Nélson Sartori traz esse tema no programa do dia 03/03/2016.

073 - Programa Acertar é Humano: de 18/02/2016

#073

O professor e apresentador, Nélson Sartori, fala neste programa sobre "juventude eterna". Como as pessoas têm tratado esse tema como um sonho, um desejo, que, muitas vezes, pode trazer sérias consequências.

071 - Programa Acertar é Humano: de 04/02/2016

#071

No Programa de véspera de carnaval, o professor e apresentador Nélson Sartori fala sobre as relações humanas e comunicação nas redes sociais.

070- Programa Acertar é Humano: de 28/01/2016

#070

O apresentador e professor Nélson Sartori continua a entrevista com o master coach e presidente da SLAC Coaching, Sulivan França.

069 - Programa Acertar é Humano: de 21/01/2016

#069

Em mais um Programa Acertar é Humano o apresentador Nélson Sartori entrevista o presidente da SLAC Coaching, Sulivan França. O profissional conta sua história como profissional de coach.

068 - Programa Acertar é Humano: de 31/12/2015

#068

No último dia do ano de 2015, o apresentador Nélson Sartori faz uma retrospectiva dos temas destaques que foram abordados durante o ano.

067 - Programa Acertar é Humano: de 03/12/2015

#067

Dando continuidade ao projeto de esclarecimento de pesquisa o apresentador Nélson Sartori traz mais uma vez ao programa o historiador e professor da USP – Universidade de São Paulo, Diogo Silva.

066 - Programa Acertar é Humano: de 19/11/2015

#066

Em mais um Programa Acertar é Humano o apresentador Nélson Sartori bate um papo com o historiador e professor da USP – Universidade de São Paulo, Diogo Silva. Neste programa o tema foi conflitos no Oriente Médio.

065 - Programa Acertar é Humano: de 12/11/2015

#065

No Programa Acertar é Humano de 12 de novembro o professor Nélson Sartori leva ao programa o historiador e professor da USP – Universidade de São Paulo, Diogo Silva. O tema abordado foi a tragédia de Mariana.

064 - Programa Acertar é Humano: de 01/10/2015

#064

O apresentador e professor Nélson Sartori fala sobre um tema muito importante na vida de todos: a esperança. Quem tem esperança tem dentro de si otimismo e felicidade. Como seria possível projetar uma história para a sua vida sem ter esperança?

063 - Programa Acertar é Humano: de 24/09/2015

#063

Em mais um Programa Acertar é Humano o professor Nélson Sartori traz uma reflexão sobre a passagem que todos farão. Como você tem cultivado o que é importante para você? Como será a sua partida? Como você gostaria que ela fosse?

063 - Programa Acertar é Humano: de 17/09/2015

#063

Em mais um Programa Acertar é Humano o professor Nélson Sartori aborda o tema “medo de mudar”. Como lidar com momentos de necessidade de mudança? Como deixar a zona de conforto?

062 - Programa Acertar é Humano: de 10/09/2015

#062

Neste Programa Nélson Sartori aborda o tema “missão de vida e como lidamos com ela”. Todo nós temos uma missão de vida e criamos projetos. Como administrar esses projetos para que a missão não falhe?

061 - Programa Acertar é Humano: de 25/06/2015

#061

No Programa Acertar é Humano do dia 25/06 o professor Nélson Sartori comentou sobre “Acreditar em si mesmo para realizar algo”. Você sabia que o maior sabotador das suas conquistas é você mesmo? Autossabotagem é quando você coloca as próprias barreiras em volta de você. Ouça o Programa e saiba mais!

060 - Programa Acertar é Humano: de 18/06/2015

#060

Neste Programa Acertar é Humano o professor Nélson Sartori abordou a questão do "Tempo" – Você conhece alguém que diga que tem muito tempo e que o tempo tem demorado a passar, que o dia a dia tem sido muito longo? Dificilmente. O tempo é a grande preocupação de todos. Todos temos a sensação de que o tempo tem passado cada vez mais rápido. Qual a justificativa da ciência sobre essa percepção?

059 - Programa Acertar é Humano: de 11/06/2015

#059

Em mais um Programa Acertar é Humano o professor Nélson Sartori falou sobre “Alguns dos grandes empresários que foram referência no mundo pelos grandes feitos. E esses cometeram erros? Quais?”. Conheça um pouco da história de homens de sucesso!

Programa Foco e Gestão com Sulivan França

De segunda a sexta
9:00 - 18:00

+55 (11) 3670-1770

info@slacoaching.org

Av. Francisco Matarazzo
1400 - SP

Sociedade Latino Americana de Coaching

+55 (11) 3670-1770
info@slacoaching.org

São Paulo - Brasil
Centro de Treinamento
Av. Francisco Matarazzo, 1.350
Água Branca - Cep: 05001-100
São Paulo - Brasil
Sede Administrativa
Av. Francisco Matarazzo, 1.400
Água Branca - Cep: 05001-100
CNPJ: 15.229.739/0001-47
Santiago - Chile
Oficina
Suecia 42, Oficina 02
Teléfono: +56 2 2632 5042
Lima - Peru
Oficina
Plaza Ricardo Palma 107 - San Borja
Teléfono: +51 980 037 494
Cartagena - Colômbia
Oficina
Cr 3 6A Esq. Ed. Jasban 407 - B/Grande
Teléfono: +57 5 655 03 01

Conteúdo Registrado ®
Todos os Direitos Reservados
Cópia Proibida.