Como praticar a autodisciplina

Tendo recebido o feedback coaching de alguém abaixo na hierarquia, agora a bola está na quadra da pessoa mais graduada. É de grande valia refletir sobre o coaching recebido e então concentrar-se em uma ou duas áreas válidas.

Marshall Goldsmith, o guru do feedback, adverte seus clientes de que mais de dois tópicos já são demais para qualquer um lidar de uma vez só.

Podemos identificar e utilizar recursos na forma de programas, workshops, cursos, livros, fitas de áudio e vídeo. Um recurso extremamente importante é o dos modelos de papéis para no ajudar a aprender novos comportamento, aprimorar ou alterar comportamentos existentes ou desaprender comportamentos antigos. Entretanto, mesmo com a melhor das intenções, a mudança não é fácil, e os velhos hábitos de pensamento e comportamento são duros de mudar.

A paciência e perseverança implacável da própria pessoa, e também a cooptação do funcionário (ou quem tiver dado o feedback) para se tornar parte de um sistema de apoio de acompanhamento são maneiras importantes de se assegurar a vitória sobre os velhos comportamentos. Para eliminar um velho comportamento, normalmente é necessário começar a praticar um comportamento novo.

Comece ensaiando em um ambiente seguro simulado. Então, antes de adotar o comportamento de forma mais generalizada, pratique-o em uma situação de baixo risco até ele parecer natural. Os seus esforços serão exponencialmente mais eficazes se você conseguir ter a autodisciplina adicional para complementar a prática real do novo comportamento com uma visualização recorrente dele em detalhes autênticos. A visualização é uma técnica extremamente poderosa e impossível de ser utilizada em excesso.

As informações desse texto foram extraídas do livro Coaching: exercício da liderança deMarshall Goldsmith, Laurence Lyons e Alissa Freas, editora campus, 2003.