Trabalhar em outro país pode ser uma boa oportunidade de crescimento profissional, agregando experiência e bagagem de aprendizado no currículo. Mas é preciso estar preparado para esse desafio, porque há momentos de solidão, dificuldade de se adaptar às diferenças culturais e de mercado.

Essas circunstâncias podem afetar o rendimento profissional da pessoa e fazê-la voltar para casa antes do tempo. Por isso é necessário se preparar para tirar o máximo proveito na temporada no exterior, desenvolvendo a inteligência emocional para conseguir lidar com os as adversidades no ambiente de trabalho e na vida pessoal.

Fazer coaching pode te apoiar na estruturação de um planejamento eficaz para que você possa navegar nessa experiência. Essa metodologia deixa as pessoas mais seguras, principalmente nos casos em que executivos são avisados com pouco tempo de antecedência que devem ir para outro país e acabam passando por vários outros lugares. A possibilidade de se adequar a outra cultura poderá deixá-lo mais confortável em sua experiência.

Preparação para a Experiência Intercultural

O coaching trabalha questões como comprometimento com mudanças, planejamento, foco, desapego, metas pessoais e profissionais. As sessões geralmente são realizadas antes da pessoa viajar, mas podem acontecer também durante a viagem, em atendimento a distância realizado por chamadas de vídeo pela internet.

Uma dica essencial para quem vai trabalhar fora do país é tentar fazer da sua estada, mesmo que temporária, uma residência fixa, um lar.

Transforme sonhos em realidade

É preciso criar laços com o local para que se sinta melhor instalado, acolhido, com bom rendimento no trabalho e nos estudos. Se agir como se tudo fosse transitório, poderá se sentir isolado, sozinho e com dificuldade de dar o melhor de si nas atividades.

Humildade e Maturidade

Submeter-se à cultura do outro país é um gesto nobre e inteligente, nunca uma atitude humilhante em que a pessoa se auto violenta, por isso é necessário ter humildade e maturidade. Além disso, é necessário ter preparo, porque imprevistos acontecem.

Quando se está numa terra estranha, a pessoa deve estar sempre atenta a vários aspectos, como comunicação, alimentação, deslocamento, entre outros.