icone podcasts

PROGRAMA ACERTAR É HUMANO

#037

No Programa do dia 04/12 o professor Nélson Sartori abordou o tema “Qual o segredo das pessoas ricas e bem-sucedidas?” Durante o Programa o professor falou sobre o resultado de uma pesquisa realizada com pessoas que alcançaram esse estatus. O que eles fizeram para chegar lá? Para finalizar o professor Nélson deixou uma pergunta para reflexão do ouvinte e na “Dica do Professor” ele falou sobre o uso do S e do Z.

037 - Programa Acertar é Humano: de 04/12/2014

Programa Acertar é Humano (04/12/2014)

Nélson Sartori

Tempo de áudio
25 minutos e 08 segundos
Legenda
... ➔ pausa ou interrupção do discurso
[...] ➔ palavra/trecho incompreensível
[comentário] ➔ comentários do transcritor

♪ [tema acertar é humano] ♪

Começa agora na Mundial Acertar é Humano, um programa que apresenta crônicas com humor e foco na solução, sempre falando de temas diversos como empreendedorismo, liderança, esporte, atualidades, comunicação entre outros. Tudo isso seguindo a filosofia do coaching.

Programa Acertar é Humano, uma produção da Sociedade Latino-Americana de Coaching, a elite do coaching no Brasil. Apresentação Sulivan França e Nélson Sartori.

[NÉLSON] Olá, minha gente. Bom dia. Professor Nélson Sartori aqui falando com vocês e mais um dia do gato. Dia do gato porque o rato está em casa. O sonho dele era dizer que hoje era o dia do rato, que eu estaria aqui e ele em casa. Mas hoje como ele não está, eu vou passar o pé nele dessa maneira.

Hoje eu vou fazer um programinha solo aqui, mas tratando de um assunto muito importante com vocês. Um sonho de todos, aquilo que observamos muito na vida das pessoas, admiramos muito, tudo aquilo que aparece como resultado para vida das pessoas, mas às vezes não nos damos conta do que é necessário para conquistar.

COMO ATINGIR O STATUS DE SER BEM-SUCEDIDO

O que uma pessoa rica, bem-sucedida precisa fazer nessa vida para atingir esse status.

Nós comentamos muitas vezes no programa, nós observamos como as pessoas vêem o que os outros fazem, admiram, até mesmo ambicionam tudo aquilo, mas nem sempre estão dispostas a fazer aquilo que o outro fez para atingir o status.

Você está disposto a sair da sua comodidade e se submeter a tudo aquilo que aquele homem de sucesso fez para poder atingir esse status? Nem sempre isso acontece.

Muitas vezes o que falta é uma orientação.

Para podermos dar o primeiro passo, precisamos saber onde vamos pisar. Você não pode ficar pensando que atravessar um rio é pura e simplesmente colocar o pé na água: nós não sabemos o que tem embaixo, é preciso que haja uma estrutura sólida, firme.

Então a ideia é buscar justamente esses segredos, ou seja, quais são os segredos de pessoas que ficaram ricas e bem-sucedidas?

Aqui não é um tema absolutamente original, aqui é um resultado de pesquisas que foram realizadas por vários profissionais ligados ao desenvolvimento do potencial humano, do desenvolvimento empresarial, do desenvolvimento da própria energia da pessoa para poder sair do seu status de acomodação e conquistar alguma coisa na vida.

Então nós vamos aqui mencionar o que já foi levantado com essas pessoas de sucesso. Não são especulações.

Se pegarmos a pessoa que teve sucesso, que conquistou um status importante na vida a partir dos resultados do seu trabalho, vamos perceber alguns pontos em comum. E isso deve dirigir a nossa conduta se for esse o alvo, se for essa a meta que queremos atingir.

Então, por exemplo, o primeiro fator importante comum, encontrado em todo eles, foi que eles tinham uma perspectiva de vida abaixo dos seus rendimentos. O que isso significa? Vejam só que é algo que todos devem aprender. É aprender a sobreviver com menos do que se ganha, não importa o quanto se ganha. É lógico que se você está em uma situação de miserabilidade isso ficaria difícil, porque se a pessoa não tem um rendimento, ela sobrevive com aquilo que ela tem.

Se ela tem o seu trabalho e tem uma estrutura doméstica que ela administra, ela precisa aprender a planejar as suas despesas de forma que elas sejam sempre inferiores, ou seja, que estejam abaixo daquilo que você tem como rendimento. É impossível imaginar alguém conquistar um status, conquistar uma condição de vida agradável, se os gastos dela sempre são maiores que os seus rendimentos. Uma pessoa que vai se enfiar em dívidas não pode prosperar, não pode ser bem-sucedida.

Isso parte de um planejamento, algo que as pessoas não fazem. Uma lista de despesas e de gastos e aquilo que entra como rendimento, não é mesmo? Você sabe quais são as suas despesas fixas? Registre aquelas despesas. Quais são as suas despesas flutuantes que talvez possam ser estranguladas em um momento de dificuldade. Isso tudo para que você possa naquele momento retirar parte do seu rendimento e registrá-lo para um momento mais importante, ou seja, registrá-lo para um momento que você possa usá-lo ou então para que você faça a garantir a sua reserva de futuro.

Importante que isso aconteça, que você administre bem o seu dinheiro.

Como é possível administrar bem o dinheiro se os gastos superam as entradas financeiras?

É muito importante que tudo esteja planejado.

Às vezes as pessoas falam: "Há eventos que não podem ser planejados.". Podem. Se eles são eventos que podem surgir emergencialmente, é preciso que haja um fundo de reserva.

Como eu planejo o nascimento de um filho dentro da minha família se eu tenho um planejamento familiar? O nascimento dos filhos? Dos estudos?

Se eu deixar isso aí pela sorte, como eu posso dar garantia de bom resultado e de sucesso à minha vida familiar se eu deixo tudo ao sabor da sorte?

Se eu tenho filho, eu tenho um novo investimento que eu tenho de fazer em mim e no sucesso da minha família e eu devo programar essa despesa, esse custo, essa presença importante na minha vida para que ela seja sustentada enquanto ela dependa de mim.

Viver com menos é sempre possível. Isso permite que você trabalhe com prioridades, que elas sejam respeitadas para seus objetivos sejam de fato alcançados.

Construir a riqueza

Um segundo ponto importante: você esforçar-se em construir essa sua riqueza.

Como?

Você tem de tentar focar tempo e energia de forma eficiente para traçar um caminho em que você possa gerar novas rendas.

Você fez seu planejamento. Você percebeu que está empatando a renda com seus gastos. Você tem duas possibilidades: a primeira é a redução dos gastos, a segunda é o aumento da sua renda.

O que uma pessoa bem-sucedida faz? Ela procura ampliar sua renda.

Você tem maneiras de somar esforços dentro da sua administração familiar.

"O que eu posso fazer? Eu vou ter de arrumar dois empregos?". Garanto para você que essa é uma realidade de muita gente. Muita, muita gente faz isso.

É importante que você tenha em mente que você vai ter de abrir mão de algumas coisas, alguns sonhos muitas vezes têm de ser colocados em segundo plano. Precisamos ter mente que nem tudo vai dar certo em nossa vida da primeira vez. Muitas coisas vão ter de ser adiadas, vão ter de ser colocadas de lado. Dentro dessa perspectiva que eu vou ter de abrir mão de alguns pontos que eu valorizo, mas que talvez não me tragam aquele resultado que eu espero, colocá-los de lado por algum tempo e substitui-los por um trabalho de investimento e renda.

O estudo que você vai fazer hoje para que ele proporcione a você amanhã um aumento na sua renda é fundamental.

Caso contrário, você pode fazer o que muitos profissionais fazem. Ele dá consultoria fora do horário, ele arruma uma segunda condição para enxertar esse tipo de rendimento na sua vida.

A criatividade é a melhor maneira de somar alguma coisa à sua renda. Muitas vezes a pessoa tem um dinheiro para investir e pode fazer esse investimento na produção de aumento da sua renda mensal. Ela investe na produção de alguma coisa, o seu dinheiro continua capitalizado e ela pode ir ampliando, repondo ou então amplificando o seu rendimento para que ele possa começar a suprir essas necessidades, ou seja, ter um rendimento maior do que aquele que você tem de gastos.

Isso é solução. Isso deve estar na sua mente.

O que eu tenho de fazer para aumentar meus rendimentos? Será que vou ter de trabalhar um pouco mais, mais algumas horas lá no meu serviço?

Se essa é uma solução, é o momento de abrir mão de outros compromissos e de começar a trabalhar um pouco mais.

"Mas isso não é uma condição que eu possa fazer".

Quando eu falo nisso, eu não estou falando que só os bem-sucedidos estão fazendo isso, falo naqueles que se tornaram bem-sucedidos que fizeram isso.

Muitas vezes você vai ter de passar a fazer um trabalho dentro da sua casa para ampliar sua renda, e às vezes não precisa ser muita coisa. Você pode fazer uma consultoria, dependendo da sua profissão, você pode levar serviço para casa. Professores que passam a fazer uma revisão, passam a dar uma aula particular, um advogado que passa a dar uma consultoria ou então possa dar aulas em cursos de Direito para concurso público, um administrador que pode passar a dar uma palestra, fazer um trabalho dentro da escola de orientação, mesmo que não seja com rendimento muito grande no momento, mas que represente um bom negócio para ele para aquele que está absorvendo aquele que ele tem a oferecer.

Muitas vezes um acompanhamento, uma palestra dentro de uma instituição que necessite de um profissional qualificado como você não precisa ter um investimento muito grande, aquele rendimento que entra já vai somar. Você vai estará atingindo essa meta de ampliação da sua renda.

Independência financeira

Outro ponto importante é a questão da independência financeira.

Muita gente acredita e se torna escravo do status e da aparência. Ela dá mais importância para aquilo que os outros veem nela do que ela realmente é capaz de fazer.

Parecer alguma coisa custa muito. A forma como me expresso e como me exponho para os outros têm um valor que muitas vezes não compensa porque eu estou preocupado só com o visual.

Falamos várias vezes em nosso programa da importância da sua apresentação e da sua aparência, só que isso não é tudo.

Você investir todos os seus recursos na projeção daquilo que os outros vão ver, o que você realmente estará vendo?

Fora dos olhos dos outros, é a sua vida no dia a dia que tem de ser vivida.

É importante que você tenha liberdade. Liberdade é não eu não ter vínculos ou compromissos com aquilo que as pessoas pensam de mim ou veem em mim.

Se não faz parte do meu contexto no momento trocar o meu carro, eu não vou fazer, eu vou reformar meu carro usado, vou ficar com ele mais um tempo. Você tem de saber equilibrar isso tudo. Hoje em dia a troca do automóvel não representa mais um negócio como no passado, em que você dizia que o meio de transporte era um investimento. Muitas vezes vale a pena você sustentar esse seu meio de transporte, cuidar desse meio de transporte para que ele não se torne um ônus, para que ele simplesmente faça seu papel e leve você aonde você precisar. Não importa que outros estejam andando com carros mais novos se a sua meta está sendo produzida.

Eu não troco o carro esse ano, mas eu vou aumentar a minha renda, o meu fundo de reserva, porque aquele fundo de reserva me promove estabilidade durante a minha vida. Eu tenho equilíbrio. Eu não vou ficar nos autos e baixos que a sorte pode me trazer. Eu garanto meu padrão de vida.

Se consigo garantir meu padrão de vida, eu tenho equilíbrio e satisfação. Agora, se meu padrão é aquele que deve ser mostrado para os outros, eu vivo de aparências e me afundo em dívidas. Isso é terrível.

Quantas pessoas passam da prática positiva para uma prática negativa porque estão preocupadas em mostrar para os outros?

Essa é uma estratégia que pode dar certo em algumas situações muito bem articuladas, mas que não é um plano traçado como um plano de absoluto sucesso.

Eu quero me apresentar bem às pessoas para que eu tenho uma boa aceitação naquele meio social, para que eu possa expor minhas ideias e ser bem aceito para desenvolvimento do meu trabalho, isso é uma coisa. Agora, viver pura e simplesmente de aparência para depois frustrar as pessoas e mostrar uma inabilidade, é um tiro no próprio pé.

Eu saio demonstrando aquilo que eu não tenho: essa não é uma boa estratégia mesmo, é não saber lidar e trabalhar com a realidade.

Buscar e aproveitar as oportunidades

Já que estamos falando de realidade, o que é importante para quem tem os pés no chão? Saber buscar e aproveitar as oportunidades. Esse é o nosso quarto ponto.

Já falamos aqui da ideia de você sobreviver com valores abaixo da sua renda mensal para que você possa ter reserva; você dedicar tempo e energia buscando a construção da sua riqueza, investimento e buscando novos meios de amplificação da sua renda; não viver a partir do status visual, mas viver sua realidade com liberdade; e agora falar sobre as oportunidades que aparecem.

Quando elas aparecem?

Há gente que costuma reclamar (a comodidade): "As oportunidades não aparecem para mim o tempo inteiro". Mas quando elas aparecem, não estão abertas para aproveitá-las.

Ou então, se elas não aparecem, crie suas oportunidades.

Quanto do seu tempo você se dedica à criação de novas oportunidades?

"Eu preciso estudar para poder criar uma nova oportunidade". Esse é um trabalho de dedicação.

O que eu estou fazendo para criar novas oportunidades?

Há muita gente reclamando da sua forma de vida, mas não se preocupa em mudar coisa alguma, em fazer novos cursos, se aperfeiçoar e buscar até um auxílio profissional para organizar e orientar sua vida.

Existem profissionais de consultoria ou o que vemos como sendo um dos elementos mais importantes, que é por exemplo um coaching, que vai trabalhar com você toda essa sua organização, fazendo com que você veja em você mesmo todo o seu potencial, para que essas ferramentas que existem possa ser colocaras à sua disposição para que você potencialize o seu mundo de competências.

Buscar oportunidades é iniciar um novo negócio, como falamos. Muitas vezes você tem a oportunidade de criar um novo negócio muito simples, coisa que você pode fazer em casa.

Um exemplo muito simples que vou dar. Eu gosto de dar exemplos que eu acabo fazendo, coisas que acabaram surgindo e que servem. Durante algum tempo, dando cursos em escolas de concurso, eu tinha contato com muitos advogados, muitos profissionais que estavam iniciando sua carreira que sentiam uma certa insegurança na produção dos seus documentos, na produção das suas peças, petições, documentos que eram necessários de ser apresentados a um juiz na hora da abertura de um processo. Eles tinham bastante domínio sobre o conteúdo técnico, mas, na hora da elaboração do texto, eles não faziam isso.

Por uma conversa que surgiu na aula, muitos começaram a me procurar para fazer esse tipo de assistência em linguagem. Eles enviam a petição deles para que eu fizesse um trabalho de revisão gramatical. É lógico que isso aí tinha um custo. Para mim era importante porque eu estava valorizando o meu trabalho e ajudando os outros ao mesmo tempo.

Não era uma dedicação absoluta, mas eu tinha a possibilidade de todos os dias fazer a revisão em algumas peças de abertura, que era mais simples, dando a orientação a eles de como fazer.

Era um serviço de professor de português, um serviço de quem já tinha experiência nessa área, coisas que poderiam ser feitas por outros advogados mais experientes, que orientariam também na estrutura.

Ele estaria somando uma habilidade ao seu trabalho, que poderia gerar rendas. São oportunidades. Ele poderia desenvolver aí uma estrutura de consultoria absoluta dentro dessa área

O que você faz que você poderia oferecer aos outros e que poderia somar uma renda?

É importante pensar nisso. Aproveitar e criar as oportunidades.

Aprender com as frustrações

O último elemento é aprender com as frustrações. Não ter medo das frustrações e entender o valor disso tudo.

Nem tudo aquilo que nos propusemos a fazer dá certo, às vezes as coisas saem erradas. É enfrentando esse erro que aprendemos a pisar com mais cautela nesses campos que estamos querendo atravessar.

Um exemplo até dado por um colega. Podemos pensar quando falamos na educação dos filhos.

Quanto nós, pais, acabamos poupando nossos filhos de tudo e tirando deles as frustrações da vida, aquilo que poderia dar a eles impulso para que soubessem que tudo merece esforço, que as coisas não vêm de graça? Não. Fazemos o contrário.

Ao invés de educar, de preparar e orientar nossos filhos para essas dificuldades e fazer com que eles passem por elas para aprender, nós os poupamos de tudo. É o pai que poupa o filho, é a esposa que poupa o marido, o marido que poupa a esposa e assim por diante. Acontece que criamos vícios muito difíceis de serem superados. Quando eu crio um fator negativo, eu estou boicotando aquilo que poderia gerar a minha relação de ser um homem bem-sucedido e de construir a minha própria riqueza.

Pensem nesses pontos que falamos aqui hoje, algo bastante importante principalmente agora que estamos chegando ao final do ano, para você começar a projetar sua vida a partir deste momento e começar a galgar sua busca pela riqueza e a expectativa de ser bem-sucedido.

Fecho esse bloco deixando para você também a pergunta dentro de tudo isso que falamos.

O QUE VOCÊ TEM FEITO OU AINDA PODE FAZER PARA QUE VOCÊ COMECE A DAR OS PASSOS EM DIREÇÃO À IDEIA DE SER UMA PESSOA BEM-SUCEDIDA?

O que você pode fazer para somar à sua renda? Como você pode organizar a sua vida e suas despesas? Como você pode ampliar e administrar esse mundo que você quer para amanhã para que você tenha estabilidade?

Pense nisso para que você tenha um bom resultado.

Minha gente, vou agora para o momento da Dica do Professor, para poder fechar nosso programa, falando com vocês sobre um tema muito simples que me perguntam muito. Vou até repetir. Corro o risco de ser um pouco redundante.

DICA DO PROFESSOR

As pessoas perguntam.

— Professor, eu tenho dificuldade de saber quando uso S ou Z.

Eu falo:

— Não vou dar regra alguma. Vou procurar que você lembre de um fato bem simples.

Construa uma frase.

— Aquela mulher tem beleza.

Você não lembra se "beleza" é com S ou com Z?

Simples, tire aquela palavra e substitua por alguma que encaixe, tenha o mesmo som e que você conheça.

Ela tem beleza, grandeza, tristeza, firmeza, pobreza ou avareza?

— Pobreza eu sei que é com Z.

Lembre-se que, na frase em que você escreve a palavra "pobreza", você pode colocar a palavra "beleza". Então elas têm a mesma estrutura, a mesma função, o mesmo som e são escritas da mesma maneira.

Essa é a nossa Dica do Professor com o Professor Nélson Sartori.

Pessoal, acompanhem nosso trabalho dentro das redes sociais, nos procure no Facebook e em todos os meios para podermos continuar esse nosso contato.

Minha gente, um grande abraço a todos vocês. Até nossa próxima semana!

♪ [tema acertar é humano] ♪

Você ouviu pela Mundial o Programa Acertar é Humano. Apresentação Sulivan França e Nélson Sartori. Uma produção da Sociedade Latino-Americana de Coaching, a elite do coaching no Brasil.

Outros Podcasts

038 - Programa Acertar é Humano: de 11/12/2014

#038

O apresentador Nélson Sartori recebeu, no Programa do dia 11/12, a coach educacional e professora Luciane Sartori que deu dicas para quem começa a se preparar para investir na carreira em 2015. Na “Dica do Professor”, foi a convidada Luciana Sartori que explicou os significados das palavras “infringir e infligir”.

037 - Programa Acertar é Humano: de 04/12/2014

#037

No Programa do dia 04/12 o professor Nélson Sartori abordou o tema “Qual o segredo das pessoas ricas e bem-sucedidas?” Durante o Programa o professor falou sobre o resultado de uma pesquisa realizada com pessoas que alcançaram esse estatus. O que eles fizeram para chegar lá? Para finalizar o professor Nélson deixou uma pergunta para reflexão do ouvinte e na “Dica do Professor” ele falou sobre o uso do S e do Z.

036 - Programa Acertar é Humano: de 20/11/2014

#036

Os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori abordaram no programa, do dia 20/11, o tema “Motivação”. O que é motivação? O que faz com que você levante pela manhã em busca de uma ação? Sua meta está alinhada aos seus valores? O que lhe motiva? Na “Dica do Professor, Nélson Sartori explicou o significado da expressão “Sangria Desatada”. No “Minuto do Coaching” o Master Coach Sulivan França deixou uma pergunta para reflexão do ouvinte.

035 - Programa Acertar é Humano: de 13/11/2014

#035

No programa do dia 13/11 o professor e apresentador Nélson Sartori falou sobre “Hábitos”. Como algumas manias podem agregar ou trazer dificuldades à rotina? Qual o efeito em nossas vidas ao obter hábitos positivos? Para fechar o programa Nélson deixou a pergunta no “Minuto do Coaching” e, em seguida, na “Dica do Professor”, explicou a diferença e o uso correto de “mais e mas”.

034 - Programa Acertar é Humano: de 06/11/2014

#034

O apresentador Nélson Sartori falou sobre o tema “Diversidade Cultural”. Durante o programa do dia 06/10, ele citou a importância da pluralidade cultural do Brasil. Para finalizar o programa, o professor Nélson lançou a pergunta do “Minuto do Coaching” e na “Dica do Professor” explicou a expressão “A rua da amargura”.

033 - Programa Acertar é Humano: de 30/10/2014

#033

O tema discutido no Programa do dia 30/10 foi “Desempenho no trabalho”. Os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori deram 5 dicas para aumentar o desempenho no trabalho. No final do programa, na “Dica do Professor”, Nélson Sartori explicou a expressão “Cair nos braços do Morfeu” e Sulivan França deixou a uma pergunta para o ouvinte no “Momento do Coaching”.

032 - Programa Acertar é Humano: de 23/10/2014

#032

No dia 23/10 os apresentadores do Programa Acertar é Humano discutiram a questão da “Intolerância” e as muitas divergências causadas quando não há o respeito das opiniões alheias, seja na política, na sociedade, etc. Na “Dica do Professor”, Nélson Sartori respondeu uma questão de um ouvinte: “O que significa bode expiatório?”. E para finalizar, o Master Coach Sulivan França lançou uma pergunta aos ouvintes no “Minuto do Coaching”

031 - Programa Acertar é Humano: de 09/10/2014

#031

No Programa do dia 09/10 o apresentador Nélson Sartori abordou o tema “Conflito” juntamente com a convidada e Master Coach Tália Jaoui. Durante o programa eles discutiram sobre o conceito de diálogo, debate e discussão. No “Minuto do Coaching” Tália lançou uma pergunta reflexiva aos ouvintes: “O que você ganha e o que você perde quando entra em um combate, embate? E pra finalizar, o professor Nélson explicou o conceito do termo “Feito na coxas”, na “Dica do Professor”.

030 - Programa Acertar é Humano: de 02/10/2014

#030

No Programa do dia 02/10, o apresentador Nélson Sartori bateu um papo com a Master coach Tália Jaoui que também é apresentadora do programa Conexão Comportamento pela TV UOL. Tália falou sobre sua experiência como formadora de novos coaches e como apresentadora. Na “Dica do Professor” Nélson Sartori explicou de onde surgiu o termo “rodar a baiana”.

029 - Programa Acertar é Humano: de 25/09/2014

#029

Em 25/09 os apresentadores do Programa Acertar é Humano falaram sobre “Oportunidades”. O que está se abrindo para você que você pode se beneficiar? E quais são os riscos e ameaças que estão presentes na sua vida? O professor Nélson Sartori explicou a expressão “Dar uma canja” na “Dica do Professor” e, para finalizar, o Master coach Sulivan França deixou uma reflexão para os ouvintes no “Minuto do Coaching”.

028 - Programa Acertar é Humano: de 18/09/2014

#028

No Programa Acertar é Humano de 18/09 os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori abordaram o tema “O que nos movimenta?” Quais são nossos pontos que têm o papel de uma alavanca em nossas vidas? E quais são os pontos que precisa de melhoria? Na “Dica do Professor” Nélson Sartori explicou sobre o significado da expressão “araque”.

027 - Programa Acertar é Humano: de 11/09/2014

#027

Em 11/09 os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori abordaram o tema “Inovação”. Para incrementar a discussão os locutores receberam no estúdio o empresário Raphael Ribas, que deu dicas para quem quer inovar. Para finalizar o Programa o Master Coach Sulivan França, lançou a pergunta do “Minuto do Coaching” e na “Dica do Professor”, Nélson Sartori explicou a expressão “da pá virada”.

026 - Programa Acertar é Humano: de 04/09/2014

#026

No Programa Acertar é Humano do dia 04/09 os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori falaram sobre “Modelo Mental”. O que motiva as pessoas a saírem do estado de estagnação e mudar o rumo de suas vidas? O Programa também contou com a participação especial de Carla Binsfeld. Na parte final Sulivan França lançou a pergunta do “Minuto do Coaching” e na “Dica do Professor”, Nélson Sartori explicou o significado da expressão “preto no branco”.

025 - Programa Acertar é Humano: de 28/08/2014

#025

No último Programa do mês de agosto (28/08) o apresentador Nélson Sartori abordou o tema “Coaching, educação e sustentabilidade”. Qual a importância do trabalho do coaching para a educação do nosso país? O professor no papel de coach sendo questionador e estimulador do aluno.

024 - Programa Acertar é Humano: de 14/08/2014

#024

Em 14/08, no Programa Acertar é Humano, os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori abordaram o tema: “Inteligência Emocional e os fatores que podem contribuir positiva ou negativamente para a nossa vida”. Durante o programa foram discutidos seis tópicos para explicar o que é ter Inteligência Emocional. Na “Dica do Professor”, Nélson Sartori falou sobre o uso dos “parênteses”. E, finalizando, Sulivan França comentou sobre o “Minuto do Coaching”.

023 - Programa Acertar é Humano: de 07/08/2014

#023

No Programa Acertar é Humano do dia 07/08 o professor Nélson Sartori abordou o tema Inteligência Emocional. Tudo acontece perante uma atitude mental positiva. Todo o sucesso da vida inicia-se com o pensamento. Saber lidar com as emoções e sentimentos de uma forma racional é ter Inteligência Emocional. No final do programa, na “Dica do Professor” Nélson falou sobre o uso do verbo “morrer”, e lançou a pergunta no “Minuto do Coaching”.

022 - Programa Acertar é Humano: de 31/07/2014

#022

O Programa Acertar é Humano do dia 31/07 os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori fizeram um programa especial sobre o tema Coaching. Qual é o foco do processo de coaching? Autoperformace, estratégia, planejamento foram alguns dos assuntos abordados dentro desse tema. Na “Dica do Professor” Nélson Sartori falou sobre o uso da vírgula. Para finalizar Sulivan França deixou uma questão para o ouvinte no “Minuto do Coaching”.

021 - Programa Acertar é Humano: de 24/07/2014

#021

No Programa do dia 24/07 os apresentadores abordaram o tema “Os 7 Pontos de alavancagem”. Foram debatidas dicas para impulsionar o negócio do novo empresário. Através de perguntas e análises os apresentadores levaram aos ouvintes dicas preciosas para alavancar o novo empreendedor em seu mercado. Na “Dica do Professor”, Nélson Sartori falou sobre o superlativo, já no “Minuto do Coaching” o master coaching Sulivan França lançou uma pergunta provocativa para a reflexão dos ouvintes.

020 - Programa Acertar é Humano: de 17/07/2014

#020

“A segunda carreira”. Esse foi o tema do Programa Acertar é Humano do dia 17/07. Como encontrar uma segunda carreira. Existe uma idade certa para ter o desprendimento para migrar para uma segunda carreira? O que essa outra opção de carreira oferece como perda e como ganho? Essas são algumas das questões levantadas pelos apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori. Na parte final do Programa o professor Nélson respondeu a dúvida de uma ouvinte que questionou o significado da expressão “engolir sapo”. Já o master coach Sulivan lançou a pergunta no Minuto do coaching.

019 - Programa Acertar é Humano: de 26/06/2014

#019

No dia 26/06 o tema abordado no Programa Acertar é Humano foi "Carreira". Os apresentadores responderam perguntas dos ouvintes sobre a formação de um coach - investimento, retorno e mercado em geral. Como o coaching pode influenciar qualquer carreira. Na “Dica do Professor”, Nélson Sartori explicou a expressão popular "eira nem beira". E para finalizar o programa, o master coach Sulivan França deixou uma reflexão sobre carreira no "Minuto do Coaching".

Programa Foco e Gestão com Sulivan França

De segunda a sexta
9:00 - 18:00

+55 (11) 3670-1770

info@slacoaching.org

Av. Francisco Matarazzo
1400 - SP

Sociedade Latino Americana de Coaching

+55 (11) 3670-1770
info@slacoaching.org

São Paulo - Brasil
Centro de Treinamento
Av. Francisco Matarazzo, 1.350
Água Branca - Cep: 05001-100
São Paulo - Brasil
Sede Administrativa
Av. Francisco Matarazzo, 1.400
Água Branca - Cep: 05001-100
CNPJ: 15.229.739/0001-47
Santiago - Chile
Oficina
Suecia 42, Oficina 02
Teléfono: +56 2 2632 5042
Lima - Peru
Oficina
Plaza Ricardo Palma 107 - San Borja
Teléfono: +51 980 037 494
Cartagena - Colômbia
Oficina
Cr 3 6A Esq. Ed. Jasban 407 - B/Grande
Teléfono: +57 5 655 03 01

Conteúdo Registrado ®
Todos os Direitos Reservados
Cópia Proibida.