Uma coisa interessante que tenho vivenciado ao longo destes anos é a capacidade extraordinária que temos em descobrir comportamentos, características e forças que antes nunca poderíamos imaginar que tínhamos. 

Estas qualidades são para nós algo oculto e que somente aos olhos dos outros elas existem. Na maioria das vezes somos nossos próprios sabotadores e criamos nossas próprias crenças limitantes sem nunca termos nos perguntado se realmente somos assim, como as pessoas o veem, como você se enxerga, quais são suas forças e fraquezas reais. Geralmente não fazemos esses questionamentos, pois temos medo das críticas e opiniões.

Normalmente só conseguimos enxergar nossas características públicas e privadas, no qual as públicas são as que temos conhecimento e que as outras pessoas também veem, já as privadas são aquelas que somente nós mesmos temos ciência que elas existem. Porém, estas são as mais comuns, as que utilizamos diariamente para relacionamentos, trabalho, realização de metas e objetivos e para nosso propósito de vida. 

O que devemos realmente buscar são as características ocultas, aquelas que desconhecemos e que somente as pessoas nos atribuem e ainda mais as que nem nós mesmos e nem os outros reconhecem, aquelas completamente ocultas e reprimidas que estão dentro de nós, porém completamente escondidas de todos.

Estas características ocultas normalmente são utilizadas em diversos momentos sem que tenhamos a consciência de que elas existem e de que estamos as utilizando para atingir algum resultado. É comum confundirmos e atribuirmos as mesmas a algo fora do normal.

Precisamos refletir de maneira consciente a cada momento, no presente, para cada ação analisar e buscar entender quais características estão sendo utilizadas, quais forças estão gerando resultados e o porquê do nosso comportamento momentâneo. Para que isso ocorra é necessário nos livrarmos de todos os pré-julgamentos, sempre tendo em mente que não existem características ou comportamentos bons ou ruins.
Transforme sonhos em realidade

Um exercício prático para que busquemos o nosso lado oculto e desconhecido é o Feedback 360. Com ele convidamos nossos familiares, amigos e todas as pessoas que nos cercam a descreverem de forma imparcial as forças, fraquezas, comportamentos e características que eles nos atribuem e com base nestas respostas descobrirmos características que ainda desconhecíamos.

Outra forma também bastante prática é o de exercitar diariamente a cada situação o que sentimos, ouvimos, vimos e pensamos, descrevendo detalhadamente cada sentimento e atitude, situando-as no mapa do autoconhecimento, ou mais conhecidamente como “Janela de Johari”.

Assim como qualquer ferramenta de reflexão, a Janela de Johari pode ser utilizada não somente para comportamentos e características, mas também pode ser aplicada a qualquer fator do desenvolvimento humano como, por exemplo, competências que eu conheço e que desconheço, valores e necessidades que conheço e desconheço. Ou seja, uma ampla variedade de aplicações de forma a nos auxiliar a refletir e descobrir fatores até então desconhecidos.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.