Podemos dizer que esta capacidade de superação está associada a uma competência que tanto fala-se nos dias de hoje: a resiliência.

A resiliência é uma competência essencial para as pessoas nos dias atuais, seja porque precisam ter maior habilidade para lidar com a alta competitividade e sentimento de incertezas ou agilidade para adaptar-se rapidamente às mudanças de natureza diversas.

A resiliência tem muita relação com quanto a gente pode não apenas, retornar a uma forma, a uma plasticidade inicial, mas o quanto sairemos ainda melhor depois de uma adversidade.

Não só que a gente retorne a forma, porque nunca mais seremos iguais ao que éramos antes, sairemos melhor.

Existem muitos aspectos da nossa vida que podem ser conscientemente cultivados e que vão gerar para nós esta capacidade de resiliência. Ou seja, uma capacidade, uma força para lidar e fazer de uma adversidade um trampolim para evolução pessoal. Refiro-me a uma sabedoria que a gente extrai com aquilo que acontece de ruim.

De uma adversidade sempre se tira um aprendizado e que no fundo há uma razão, um propósito na sua própria existência.

A adversidade serve para nossa evolução. Muitas vezes é através da dificuldade ou problema que somos conduzidos a um bem maior do que aquilo que se conhecia antes. Essa é uma grande capacidade que o ser humano tem!

Tornar algo que pode ser uma pedra no meio do caminho e fazer desta pedra um degrau que o eleve a uma plataforma de desenvolvimento superior é uma oportunidade de aprendizado e crescimento pessoal.

Como podemos cultivar esse estado de resiliência?

Como podemos aprender a ser pessoas melhores para viver no mundo como ele requer de nós?

Não lamentemos as dificuldades, mas aprendamos a nos relacionar com elas de tal maneira que elas sejam para nós essa força que esculpe em nós a nossa realeza, a nossa humanidade mais sublime, a nossa força e o propósito de estarmos aqui.
Transforme sonhos em realidade

Vivemos em um mundo de muitas incertezas, de muitas dificuldades, mas isso também significa possibilidades fantásticas que se abrem diante de nós e essa escolha depende de nós.

Para hoje, qual a sua escolha? Viver de braços abertos e abraçar essas possibilidades ou se fechar e se encerrar por medo do que pode sobrevir?

Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.