Porém, por motivos pessoais ou mesmo profissionais (quando a empresa não tem uma política eficaz de gestão de pessoas), acabamos odiando nossos empregos.

Claro que as condições nos obrigam a trabalhar onde não queremos e realizar tarefas que não gostamos. Mas se seu emprego está totalmente oposto à sua vontade, é necessário um planejamento para a troca de carreira, de emprego, de ramo. Não deixe que o acaso assuma o controle. Se precisar aceitar um trabalho do qual não gosta, tenha um plano para mudar depois. Preste atenção nos itens abaixo:

- Você se sente muito irritado, cansado e estressado no domingo à noite.

- Você chegou a desejar de verdade uma doença para não ir trabalhar.

- Você inveja pessoas com empregos diferentes do seu, mesmo que o trabalho tenha condições muito piores do que a sua.

- Você se sente esgotado o tempo todo, não tem ânimo nem para o lazer.

- Observa outras pessoas com a mesma jornada que a sua e não entende como elas conseguem ter energia para fazer qualquer outra coisa que não seja trabalhar.

- Suas coisas estão uma bagunça, e assim vão ficar.

- O início das suas férias são um misto de alegria e tristeza, porque 30 dias não são suficientes para ter vontade de fazer outra coisa que não seja ficar imóvel no sofá.

- O final das férias são como uma transferência para um campo de concentração. Você mal se consola ao pensar num campo de concentração nazista.

Se você se identificou com alguns desses pontos, pegue um caderno ou abra agora seu editor de textos e comece a escrever um plano para sair dessa vida. Ficar a vida toda trabalhando no que não gosta faz a pessoa ser demitida ou ter uma úlcera. Não se anime com a multa rescisória e com a possibilidade da empresa tomar a decisão por você: na maioria dos casos o que ocorre é a úlcera. Então compre um vidro de Malox e comece a escrever.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.

  0   0

Viviane Nishiura

Life Coach

Coach de profissionais de RH. LifeCoach e Analista Comportamental DIsc pela Sociedade Latino Americana de Coaching. Formada em Psicologia pela Universidade Mackenzie, com mais de 20 anos de atuação em RH generalista. www.nishiura.com.br