Mudança de fala e de vida
Vou dividir com vocês a história de uma ex-paciente de fonoaudiologia que se transformou em uma querida amiga. Hoje ela é um grande exemplo de determinação e do quanto a fala pode interferir no êxito profissional. Vamos chamá-la pelo nome fictício Maria.

Pois bem, Maria chegou no meu consultório reclamando de sua fala. Ela omitia o som da letra “c”, assim, na palavra “cachorro” ela falava “achorro” e na escrita ela trocava o “c” e o “g”. Na época ela trabalhava como secretária e isso a prejudicava muito ao falar no telefone e para escrever, por isso ela usava sinônimos e evitava palavras com essas letras. Imagine o cansaço mental que isso causava! Além disso, ela tinha um lindo sotaque paraibano, mas que a incomodava.

Maria tinha o sonho de ser cabeleireira, mas não se sentia confiante por causa de sua fala. Iniciamos o tratamento fonoaudiológico focando na dificuldade com os sons das letras (fonemas). Depois, modificamos a entoação de sua fala, que ficou menos característica de sua terra natal.

A terapia foi um sucesso e, resumindo, dez anos depois, Maria é uma cabeleireira de muito sucesso, uma referência para seus pares, possui um número considerável de clientes fiéis, e eu sou uma delas!

Fico muito feliz em ter participado da mudança de vida de Maria e acredito que quando o fonoaudiólogo trabalha em uma equipe multiprofissional num processo de coaching, o coachee pode se beneficiar muito, afinal, a comunicação é o nosso cartão de visita e reflete a comunidade de fala em que estamos inseridos. 

Para que o coachee tenha mais sucesso no ambiente profissional que almeja estar é necessário, entre inúmeras outras habilidades, que a maneira como ele se expressa seja bem vista pelos outros.

Quando nossa maneira de falar está sintonizada com o ambiente profissional, criamos rapport, o que fortalece a confiança e harmonia nos relacionamentos, favorecendo o sucesso.  



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.