Dias atrás conversei com três pessoas com profissões e cidades diferentes, mas um tema em comum me chamou a atenção. Sabendo que trabalho com processo de Coaching, eles me disseram que a maior dificuldade é manter o foco por um período longo. 

Exemplos como não ter finalizado um livro, não ter seguido com a dieta, não ter entregue um projeto pessoal ou ter desistido de uma oportunidade, são comuns que você pode estar se reconhecendo ou reconhecendo outra pessoa próxima. Antes das dicas, preciso dizer com sinceridade que isso é normal, que não é um “problema” só seu, e vem de longa data.

Desde a época em que nossos antepassados viviam em cavernas, nosso cérebro fica atento em tudo que acontece em volta. Tente, por exemplo, fechar o olho e focar em somente uma coisa, como sua respiração, por 3 minutos e logo perceberá sua mente buscando entender o barulho da porta, alguém passando do outro lado da sala, uma lembrança de uma reunião ou qualquer outra distração. Nas cavernas era necessário ter o cuidado com diversas ameaças e não estar atento aos pequenos sinais poderia significar seu fim. 

Os grandes executivos indicam a meditação como um ritual diário que aumentam sua produtividade, mas esse assunto é para outro dia.

Quando me disseram que queriam ter mais foco, imediatamente perguntei: “Foco em quê?”. E essa é a primeira dica.

1 - Meta


Para ter foco é necessário ter uma meta, saber para onde você quer ir. A expressão “ter foco” significa ter um objetivo, estabelecer um planejamento, ser organizado e ter persistência para atingir as metas e alcançar o que se pretende. Além disso, para que você não seja engolido pela procrastinação, ter uma data definida para que seu objetivo ocorra lhe dará motivo para agir agora.

Mesmo assim, tendo definido uma meta, às vezes você não consegue vencer aquela sensação de querer ficar na cama, deixar tudo para depois.

2 - Propósito


A segunda dica diz respeito ao conceito de propósito inabalável: aquele motivo que faz você largar tudo o que está fazendo e começar a agir na direção do seu objetivo. Este propósito pode ser uma conquista pessoal, uma vitória para sua equipe, família, filhos ou até mesmo um propósito para benefício da humanidade. 

Eu me lembro muito bem que em pouco tempo eu e minha esposa quando decidimos nos casar focamos nossa energia e renda para pagarmos o casamento. Foi a primeira vez que entendemos a importância do foco, pois nunca tínhamos conseguido acumular aquele dinheiro para fazer uma grande viagem, mas como o propósito tinha uma importância significativa, conseguimos acumular o montante necessário em menos tempo que o esperado. É essa força que temos que procurar.

E esse último exemplo me permite concluir a terceira dica.

3 - Agentes externos


Procure agentes externos que te façam ir em direção ao seu objetivo, como pessoas que buscam o mesmo que você e têm os mesmos anseios, locais que te inspiram e motivam a buscar seu objetivo. Se você já foi assistir a um jogo de futebol, pense como seria não comemorar um gol, todos a sua volta estão transmitindo essa energia, milhares de pessoas comemorando e “automaticamente” você começa a ter a mesma reação. 

Crie uma situação que não o deixe voltar atrás. 

Finalizo citando um dos maiores visionários que o mundo já teve, Steve Jobs: “Algumas pessoas acham que foco significa dizer sim para a coisa em que você irá focar. Mas não é nada disso. Significa dizer não às centenas de outras boas ideias que existem. Você precisa selecionar cuidadosamente.”

Transforme sonhos em realidade


Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.