Suor, lágrimas e qualidade de vida
O esporte está presente na humanidade quase desde seu início, seja como atividade física para sobrevivência (caça e fuga), seja em competições para ver quem é o mais forte, o mais rápido, enfim, o melhor.

Atualmente, a prática de esportes pode ser realizada por atletas profissionais, com patrocinadores, clubes e em busca de prêmios, medalhas, consagração e até fama. Faz parte deste mesmo grupo atletas sem apoio ou incentivo, que com muito custo treina e se dedica atrás de seu sonho.

Mas também temos os atletas amadores ou, de fim de semana, aqueles que gostam do esporte, se dedicam dentro do possível, arcando com custos e precisando de autodisciplina, com desejo de alcançar marcas próprias, seja completando uma prova, usando para uma meta (emagrecer, por exemplo) ou um lugar no pódio.

Há os praticantes de atividade física, corredores e ciclistas, caminhantes ou usuários de academia, que buscam a tão sonhada qualidade de vida. E também há aqueles que são forçados a fazer alguma atividade por questões de saúde.

Ou seja, o esporte e a atividade física fazem parte de nossa vida. Desde cedo acompanhamos pela televisão, torcemos, temos Educação Física na escola, fazemos aulas de natação, judô e futebol. Crescemos com médicos nos instruindo, técnicos nos orientando, instrutores motivando e, em alguns casos, à espera de um olheiro.

Muito suor, lágrimas de alegria ou tristeza e busca por qualidade de vida fazem parte deste meio, o qual há tanto empenho e dedicação. Mas, ao mesmo tempo, nem sempre suor e lágrimas, esforço e dor, disciplina e perseverança garantem o sucesso, bem-estar ou medalha de ouro. 

A parte mental é de extrema importância e essencial!

Para uma prática esportiva ou atividade física ser feita em sua plenitude, precisamos estar em dia com a parte física, com as técnicas aprimoradas, táticas bem definidas e a parte mental focada, atuando do nosso lado, como aliado, e não como um sabotador ou inimigo!

E como fazer isso? Existem diversas técnicas e práticas, mas é sempre bom ter um profissional da área auxiliando, e para isso há no mercado os psicólogos do esporte. Profissionais com estudo e conhecimento, preparados de técnicas específicas e, acima de tudo, amantes do mundo esportivo!

Um coach esportivo tende a potencializar qualquer trabalho voltado para este meio, também sendo de grande apoio aos interessados.

Pense a respeito dos objetivos e sonhos que alimentam seu desejo pelo esporte ou prática de atividade física, até onde pretende chegar, qual meta que serve de combustível para abrir mão de um fim de semana, acordar muito cedo ao longo da semana ou treinar à noite após um dia estressante. 

Após fazer essa análise, fale com um profissional da área. Por que não?



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.