Você acorda de manhã, vai ao trabalho, para e decide sua rotina. Passa a ler em seu e-mail novas demandas chegando ou as conversas sobre um trabalho que, ainda sem muita definição, completa sua caixa de mensagens.

Agora, com toda sua determinação, começa responder seus clientes, soluciona os trabalhos deixados para o dia, tira as dúvidas de colegas e chefes, participa de inúmeras (e ineficazes) reuniões.

Entre uma tarefa e outra, você não percebe, mas já está no meio da bola de neve. Seu dia acaba e você pensa: “Não fiz nada hoje!”.

E nos dias subsequentes, o mesmo pensamento domina a mente. 

Recebe aquela promoção para o novo cargo, consegue comprar novos bens, frequenta restaurantes, faz viagens. Mas, no final do dia você reflete que não chegou a lugar algum. O sentimento é de que estamos em dívida com nossa vida e precisamos pagá-la com algo a mais, e isso nunca acaba. O que acontece? Eu preciso de mais o quê?

Você está seguindo seu caminho interno e sendo verdadeiro com você?

Propósito


Recentemente, assisti ao inspirador filme “Um Homem Entre Gigantes”, com Will Smith e Alec Baldwin, baseado em uma história real. Vou contar um pouco do enredo, mas fique tranquilo, pois não haverá spoiler.

Will Smith vive o neuropatologista forense, chamado Dr. Bennet Omalu. Interpreta um médico brilhante que trabalha para identificar e relatar a causa de mortes de seus pacientes. Após examinar um ex-jogador de futebol americano, acaba por descobrir um tipo de concussão traumática comum entre os profissionais desse esporte, o que gera um grande e perigoso conflito de interesses com uma das maiores instituições esportivas do mundo, a NFL.
Transforme sonhos em realidade

Omalu é focado, faz o melhor em seu trabalho, e apesar de ser criticado e perseguido em razão de suas pesquisas, resolve seguir firme em sua posição visando ajudar as pessoas a terem uma vida mais saudável. Ele queria evitar a morte ou a doença dos jogadores da NFL e a consequente ruína de suas famílias, pretendendo que essa corporação dissesse a verdade. 

Isso é propósito baseado em valores. Ele tem a missão em dizer a verdade e ajudar as pessoas a terem uma vida melhor. Dr. Bennet fez o que podia para ser ele mesmo e poder contribuir para construir uma sociedade melhor, mesmo com a pressão externa lhe dizendo o oposto. Propósito. Ele consegue se escutar e mobilizar suas forças internas para alcançar sua missão.

Para ter clareza de qual é nosso propósito de vida e valores é preciso escutar nossa voz interior. Conhecer essas forças internas nos permite tomar as rédeas de nossa própria vida, decidir situações de acordo com nossos princípios, criarmos motivação, enxergarmos a vida com nossos próprios olhos. Tire a vida do piloto-automático, do fazer sem sentido.

É muito fácil confundirmos o significado de sucesso profissional e felicidade se apoiamos essas definições em ganhos externos, por esses serem transitórios e insustentáveis.

Como não cair no esvaziamento de nossas ações 


Para começar a traçar o caminho nessa busca interna, você pode começar se perguntando o que gosta de fazer, o que sente prazer em contribuir, com qual trabalho se sente entusiasmado, conectado, energizado ao realizá-lo. 

Lembre-se de momentos nos quais você se apaixonou por algum trabalho ou projeto e entregou seu melhor, apesar dos obstáculos da situação. Nesse momento você pode encontrar seu propósito, principais valores e habilidades ou pode parar por um instante e observar quais as situações a vida, constantemente, lhe propõe. 

Quais os trabalhos seu líder ou equipe pedem por sua ajuda? Pode ter certeza de que essas situações não aparecem pelo acaso. A vida nos oferece como forma de firmarmos nosso propósito.

Aproveite para aprender com o seu dia a dia. Reflita sobre o que aprendeu hoje com esse trabalho, quais os resultados foram alcançados, como usou seu propósito, valores e competências para contribuir com o seu dia, e o que gostaria de fazer diferente.

Para facilitar esse exercício, dentre as várias cenas do seu dia, escolha uma situação, talvez a mais complexa, a que mais desafiou você ou a que te deu mais satisfação. Tome nota dela e de suas respostas. Isso lhe ajudará a manter o foco nas buscas internas. Passe a integrar essas descobertas na sua vida e ampliar a sua visão. Talvez você chegue a alguma situação como “hoje eu descobri uma forma de promover vida saudável para as pessoas, por meio de minha integridade e disciplina”, como Dr. Omalu.

Eu tenho consciência - e experiência própria - de que essa prática de olhar para nós mesmos, conhecermos nosso potencial, nosso caminho interno é uma tarefa árdua, requer muito de nosso tempo, dedicação e energia para livrarmos de inúmeras amarras. Mas, estou convencido de que todos nós temos esse potencial interno e força para sermos mais presentes em nossas vidas com clareza de propósito. Cabe a você escolher se esse caminho tomará.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.