Agora como é o momento oposto? Você está travado, não consegue realizar nada, mesmo tendo muita coisa para fazer?

O que aconteceria com o seu negócio se você praticasse, pelo menos, 60% do que você aprendeu em treinamentos, seminários, convenções etc.?

E o que aconteceria com o seu negócio se sua equipe praticasse esses 60%?

Depois de estudar bastante e começar a perceber melhor a minha própria vida, descobri que somos constantemente incomodados pelas coisas que deixamos por fazer. Saber que temos que fazer algo e simplesmente não fazer aumenta muito nosso nível de stress.

E o pior de tudo isso é que, mesmo sabendo que temos que fazer, mesmo sendo enfraquecidos pelo estresse, ainda assim não realizamos. Por quê?

Na verdade, acredito que existam 3 situações importantes para explicar por que as pessoas não realizam:

1. Elas sabem O QUE querem, mas não sabem COMO fazer aquilo;
2. Elas sabem O QUE querem, sabem COMO, mas não sabem o PORQUÊ real de quererem;

Saber diferenciar motivos (que levam a ação) de benefícios é muito importante. Se o que você assume como o seu grande porquê não te impulsiona, então isso não passa de algum benefício que você terá por conquistar o resultado que procura.

Nós somos movidos por dois fatores, basicamente:

1. Dor;
2. Prazer.

A dor se mostrou, inúmeras vezes, um motivador mais eficiente. Portanto, as seguintes perguntas são válidas nesse momento:

Quais são os problemas de hoje que os resultados futuros que você busca irão resolver? Por que isso é tão importante para você? Quais são as evidências de que isso é importante? Quais são as evidências de que isso realmente irá solucionar suas questões? Isso é atraente pra você? Isso mexe com seu comportamento?

Nosso comportamento é resultado de quem nós somos. Por que somos, da mesma forma interpretamos. Quando interpretamos, revelamos como vemos. A forma como vemos, nos indica o que somos.

Paradigmas ou filtros de convicção são os responsáveis por nos fazer enxergamos o que enxergamos.

Você precisa SER para começar a FAZER, logo depois pode desfrutar o TER.

3. Elas sabem O QUE querem, sabem COMO realizar, sabem o PORQUÊ, mas ainda assim não realizam por completo.

É preciso CONHECIMENTO, CAPACIDADE e VONTADE. Esses três elementos são fundamentados nas três situações anteriores descritas.

Apesar de ter ferramentas incríveis para solucionar as três situações, quero falar com vocês hoje sobre a situação 3.

Você já sabe onde quer chegar, já até traçou como vai fazer isso e tem em mente o ALGO A MAIS que deseja conquistar. Mas está travado em uma situação sem produtividade, com procrastinação e desânimo.

Administrar bem os compromissos é tarefa que exige a implementação de determinados comportamentos e atividades básicos:

a) Se está em sua mente, é sinal de que sua mente não está clara. Qualquer coisa que você considere inacabada de alguma forma deve ser colocada num sistema confiável fora de sua mente.

Por que as coisas ficam em sua mente?

Com muita frequência, a razão pela qual uma coisa fica " na sua mente" é o fato de você querer que ela seja diferente do que é atualmente, e no entanto:

Você não tem clareza sobre qual é, exatamente, o resultado esperado (quais as evidências que vão te permitir saber que você chegou no lugar que gostaria);
Você ainda não decidiu qual é o próximo passo necessário a ser dado; e/ou
Você não colocou lembretes sobre o resultado e a ação necessária para chegar a ele dentro de um sistema em que você possa confiar.

b) Você deve enxergar claramente qual é o seu compromisso e decidir o que tem a fazer - se é que há algo a fazer - para progredir no sentido de cumpri-lo

c) Uma vez decididas todas as ações que precisa realizar, é necessário manter lembretes relativos a cada uma delas, organizados num sistema que você revise regularmente,

Vamos a um exercício prático:

1 ) Escreva um projeto ou situação que mais está em sua mente no momento. Aquilo que mais te incomoda ou rouba sua atenção e que, de alguma forma, rouba grande parte da sua atenção consciente.

2) Agora que você escreveu, descreva numa única sentença - também escrita- o resultado positivo que você pretende para esse problema ou situação. Em outras palavras:

O que precisaria acontecer para considerar esse projeto concluído?

3) Agora escreva a primeira ação física necessária para alavancar a situação.

Se você não tivesse nada a fazer em toda a sua vida a não ser fechar este assunto, onde iria neste momento, e que atitude prática você tomaria? Um telefonema? Um encontro? O que seria?

O que você sentiu fazendo esse exercício? Como foi a sensação de clarear um pouco mais as coisas? Você sente com mais controle da sua vida?

A verdade é que: "Você tem de pensar mais do que imagina a respeito das coisas, porém não tanto quanto você teme ser necessário" - David Allen



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.

  0   0

Daniel Frechiani Melo

Life Coach

LifeCoach licenciado pela SLAC, com especialização em técnicas avançadas de Coaching pela Florida Christian University, FL - EUA. Alem de Coach, é Palestrante e Trainer em Produtividade, Alta Performance e Finanças Pessoais