Antes de entrar exatamente no tema, me permita contar rapidamente uma história que aconteceu comigo e que tem relação com o processo de coaching. No meu último dia de aula de MBA na FGV – isso ocorreu há um bom tempo atrás e eu ainda não era Coach - ganhei do professor de marketing um livro de vendas, tema que sempre fui apaixonado. Na última página fui surpreendido com um pensamento final que mexeu muito comigo. O pensamento iniciava com um poema do poeta Grego Hesíodo, em seu poema épico “A Sabedoria de Hesíodo”:

“Maldade é algo que você pode obter facilmente e em quantidade; a estrada é plana e fica bem perto. Mas na frente da excelência, os Deuses imortais colocaram suor e o caminho para ela é longo, íngreme e inicialmente áspero. Quando, porém você chega ao topo, torna-se fácil, mesmo que duro.” As linhas deste poema tem uma forte mensagem. Delas emergem três pensamentos-chaves:

*“A mediocridade é fácil. É o caminho da menor resistência, a zona de conforto na qual muitas pessoas vivem suas vidas. Nossa sociedade está cheia de pessoas praticando a mediocridade. Mediocridade é o resultado tanto de não examinar e questionar nossas crenças e aceitar a realidade como ela é, quanto enxergar a importância de uma mudança de paradigma, mas não querer aceitar os riscos necessários para a mudança”

*”A excelência em qualquer coisa exige trabalho. Isso não quer dizer o suor do esforço físico, mas o trabalho difícil de olhar pra dentro de si mesmo e comprometer-se com a jornada da modificação pessoal”

*”A chave é a autodisciplina. Somos criaturas de hábitos. Levantamos cada manhã e atravessamos o dia com reações habituais a cada situação. Inconscientemente, operamos no piloto automático, os padrões precondicionados de nossas vidas. Contudo, podemos criar novos hábitos positivos em nossas vidas. Podemos criar novas estruturas – novos padrões que produzam maior sucesso, alegria e felicidade.”

O poema provocou-me grande descoberta – que eu deveria a partir daquele momento gerar novos padrões, romper paradigmas, vencer crenças limitantes, tomar consciência e assumir a responsabilidade da minha própria mudança se realmente desejasse evoluir – não sabia, mas foi como fazer, na época, um autocoaching.

Estamos finalizando o difícil ano de 2015 e é inevitável não pensarmos o ano novo com novas perspectivas. Que tal fazer as suas metas para 2016 de forma mais estruturada – como se fizesse um autocoaching? Convido você a utilizar uma ferramenta simples, porém muito eficaz : o conceito do SMART. Utilizando esse conceito, a meta deverá ser: EPECÍFICA – MENSURÁVEL – ALCANÇÁVEL –RELEVANTE – TEMPORAL e principalmente ENTUSIASTA. Vamos detalhar cada passo para tornar claro a sua aplicação.

ESPECÍFICA: A meta deverá ser clara, objetiva e de forma positiva. É o que você quer. A meta está clara ? Exemplo: dizer que você quer emagrecer em 2016 não é uma meta específica. Emagrecer 10 quilos sim é clara e específica. Desejar aumentar as vendas do seu negócio em 2016 não é específica. Estabelecer um percentual de 10% de crescimento sim é claro e específico. O objetivo é manter-se focado no que realmente funciona.

MENSURÁVEL: Você deverá criar indicadores de percurso para medir e avaliar se está ou não se aproximando da meta. Você precisa ver, sentir e ouvir que está se aproximando do resultado. O seu cérebro precisa de informações claras. Exemplo: nos primeiros 30 dias quero perder 2 quilos; Ou no primeiro trimestre quero que o meu crescimento de vendas esteja em: 5,0%.

Alcançável: A meta de 0 a 100% - quanto depende de você? Pois, muitas vezes você tem uma meta que depende de outros, principalmente se é corporativa e outras áreas estão envolvidas. O que compete a você é efetivamente alcançável? Está observando todo o contexto? Está preparado para enfrentar dificuldades no percurso ou jornada? Quais recursos são necessários? Quais competências são necessárias? Qual o impacto da meta em outros ambientes e pessoas? O que você perde e o que você ganha? etc.

RELEVANTE /Realista: A meta deve apresentar resultados importantes para você ou para a corporação. A meta é fundamental para você? Você adiaria qualquer coisa para atingir a meta? Perdendo peso, ganhará mais saúde e qualidade de vida; aumentando as vendas terá maior participação no mercado e mais reconhecimento, etc.

TEMPORAL: É o prazo máximo que a meta deverá ser realizada. Não estabelecer limite pode levar a não execução. Por exemplo: Perder 10 quilos até junho de 2016 ou obter o crescimento de 10% em vendas até o mês de junho de 2016. Estabeleça prazos/datas.

ENTUSIASTA: Você pode ter uma meta bem estruturada, utilizando o conceito SMART e tudo mais, porém se a meta não mexer verdadeiramente com o seu entusiasmo e valores, ela poderá ser negligenciada e você se autossabotar. O percurso deverá ser atraente e motivador. A meta é verdadeiramente sua?; A meta é atraente?; Quem você será com a meta realizada?. A resposta para essa última pergunta pode ser a chave de tudo e até mais importante que a própria meta . Exemplo: Perder 10 quilos vai lhe tornar uma pessoa mais elegante, bonita e principalmente saudável. Aumentar as vendas em 10% vai leva-lo a um nível de reconhecimento jamais visto na corporação e também fazer parte de um time vencedor. Esses aspectos relevantes poderão ser os grandes gatilhos inspiradores que o levarão a realizar a meta seja ela qual for. Qual será o seu gatilho inspirador que o levará a ter o foco e determinação que em momento algum o levará a auto sabotagem? O importante que o processo seja realizado de forma divertida e não como um fardo a ser carregado. Importante também declarar a meta para as pessoas envolvidas, seja família ou colegas de trabalho para que possam apoiá-lo no processo. Você está pronto para começar a jornada mesmo sabendo que pode enfrentar obstáculos pelo caminho? Enumere as evidências que possam demonstrar que verdadeiramente você está preparado para iniciar a caminhada.

PLANO DE AÇÃO: É definir exatamente o que você vai fazer, quando e como. Quais as opções você tem para realizar a sua meta?. Das opções, quais vai eleger para executar primeiro? Você tem a meta de perder 10 quilos até junho de 2016 mas não gosta de fazer academia, por exemplo. Quais alternativas atraentes você tem para tornar a jornada menos dolorosa?; Quais estratégias/opções você vai utilizar para realizar o crescimento de vendas de 10% até junho de 2016? Como quando e onde vai iniciar ? etc.

São perguntas desafiadoras e o objetivo é esse mesmo. Provocar verdadeiramente, visando a tomada de consciência e a chamada da responsabilidade para si das suas próprias metas. Você não pode terceirizar as suas metas – a meta é sua e pronto. Tudo isso é um pouco do processo de coaching e o que ele pode provocar de descobertas nas pessoas e empresas.

Sem dúvida teremos um ano de 2016 muito difícil pela frente e todos os indicadores econômicos mostram isso. Diante desse cenário, temos duas opções - primeira: ficar passivos e inertes, observando o movimento do mercado e os seus efeitos - segunda: agir e buscar opções para que essa passagem não seja tão refratária assim. Todo movimento gera possibilidades e através delas podemos encontrar alternativas grandiosas. Quero finalizar com a declaração de um economista americano em recente visita ao Brasil a respeito da situação atual. “Quando o mercado está fácil e comprador, ficamos preguiçosos. Porém, quando nos sentimos acuados, buscamos alternativas e opções que jamais poderíamos crer que seriam possíveis.”



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.