Oportunidade é você quem faz, rapa!

Quantas pessoas nesse exato momento estão á procura de uma pequena oportunidade para mostrar o seu produto, serviço ou talento para a sociedade, com o intuito de materializar o seu objetivo ou simplesmente evidenciar ao mundo uma nova maneira de enxergar os fatos.
Porém encontram as portas fechadas e por consequência não conseguem se desenvolver e acabam se abatendo deixando de disponibilizar para o universo a sua criação. E é justamente nesse momento de adversidade que o indivíduo tem que levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima, perceber que mais do que conseguir alguém para lhe dar oportunidade, talvez seja o momento de ir com sua obstinação, procurar a melhor maneira de se desenvolver e realmente criar a sua oportunidade no melhor estilo "Do it yourself (faça-você-mesmo)”.

Esse estilo "Do it yourself (faça-você-mesmo)”, foi a marca registrada do movimento Punk dos anos 70 e 80, onde inúmeros jovens que queriam mudar o mundo com suas ideias anárquicas foram atrás dos seus propósitos e sem medo de ser feliz, usaram o tanque reserva do pensamento positivo e foram para as ruas gritar ao mundo que eles podiam sim, fazer a sua arte por conta própria, sem depender do sistema.

O movimento foi muito forte na música onde bandas como Ramones, Sex Pistons e The Clash ditaram a moda e influenciam jovens até hoje, tanto que bandas como Legião Urbana, Titãs e Plebe Rude surgiram na onda daquele efervesceste movimento.

Esse fenômeno do "Do it yourself (faça-você-mesmo)” está ligado ao nosso senso de sobrevivência, imagine se nos primórdios da civilização os nossos ancestrais ficassem esperando os dinossauros darem oportunidade para a humanidade se desenvolver; talvez não teríamos inventado o fogo, a agricultura, as grandes navegações e muito menos os smartphones, e com certeza não estaríamos aqui compartilhando esse artigo e você não teria condições de tirar suas selfies formidáveis e compartilhar nas redes sociais..

Dentro desse prisma é possível sim guiarmos a nossa trajetória. Veja quantas oportunidades estão espalhadas por aí:

Que tal você criar um site e conversar com o seu público de forma direta e objetiva, sem atravessadores e oferecer seus produtos ou serviço, de modo a gerar valor a sua clientela. Hoje em dia existem tantas plataformas interessantes e com um custo relativamente baixo, ter um site é quase uma obrigação.

Porque não experimentar o crowdfunding (financiamento coletivo) e ir atrás das pessoas que pensam igual á você e que estejam dispostas a financiar a sua obra ou serviço, atualmente existem inúmeros sites que fazem esses serviços e milhares de artistas e empreendedores estão começando a dar guinada em suas carreiras.

Ir a eventos que fazem parte do seu escopo de atuação, tipo se você quer investir num food truck, vá aos festivais de food truck que rolam todo fim de semana.

Ah, criou um algoritmo, vá as feiras de inovações que estão espalhadas no Brasil afora, quantos negócios estão sendo projetados e desenvolvidos nesses ambientes.

Montar blogs e grupos nas redes sociais pode ser outra saída, se una a pessoas desconhecidas, mas que sejam apaixonadas pelas suas ideias e compartilhe as ideias dos outros também e pratique o efeito bumerangue, o que vai, volta com a mesma força e intensidade.

Contrate um Coach, não há profissional tão gabaritado para te conduzir nesse movimento de transformação. Um Coach irá te conduzir na realização dos seus objetos, fazendo a pergunta certa para você ascender e se reposicionar num platô acima da sua realidade.

Agora, para você viver esse admirável mundo novo, será preciso que você elimine todas as suas crenças limitantes, esse exercício te dará leveza e sustentação para você encarar um novo mundo principalmente onde o compartilhamento é uma das premissas básicas e necessárias. Se desprender dos velhos conceitos e dogmas, você enxergará as novas auroras bem mais belas e amplas.

Se ressignificar será um grande desafio para você.

E pensar que aquela essência punk dos anos 70 e 80, "Do it yourself" (faça-você-mesmo)” é mais atual e se encaixa perfeitamente no novo cenário econômico que estamos vivendo.

E como versava The Clash: Should I Stay Or Should I Go? E a decisão é sua rapaz!!!!!!!!!!!



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.