gloriosa carreira de títulos, defesas importantes e mais de 100 gols. A trajetória do atleta, reconhecido pela torcida como mito, impressiona principalmente porque ele dedicou sua carreira inteiramente a um só clube, o que dificilmente acontece atualmente.

Em diversas homenagens prestadas pelos 25 anos de serviço e dedicação incondicional ao time, repórteres o questionaram sobre como conseguiu acumular tanta admiração de dirigentes, colegas e torcedores. Para Rogério, há apenas uma resposta: dedicação. O atleta desafiou as regras do futebol e de defensor das traves, virou goleador. Quando chegou ao clube do São Paulo no início da sua carreira não sabia nem bater tiro de meta. Sem um treinador específico de goleiros, ele sabia que precisava treinar, aprimorar suas técnicas, aprender a ser o melhor no que fazia. Por isso, acolheu os conselhos do experiente treinador e costumava chegar mais cedo todos os dias para treinar e minimizar suas falhas.

Um dia começou a praticar bater faltas. Chegava 30 minutos mais cedo todos os dias e treinava, sozinho. O treinador o observava e um dia, em um jogo oficial ele teve a oportunidade de bater a sua primeira falta. O treinador conta que o escolheu porque ele era o único que treinava essa jogada. E assim ele começou a escrever a sua história como goleiro artilheiro, o maior goleiro marcador de gols do mundo. Para ele, ter dom é relativo, a dedicação e a persistência são as chave para o sucesso.

Rogério acredita que a competição faz com que você se esforce mais para alcançar os resultados. Para ele, o desejo pela vitória tem que ser maior que a sua habilidade de ganhar. “Não se contente com nada menos que a vitória. Se você tem a oportunidade de vencer, você precisa lutar até o final.” E foi exatamente isso que ele fez, mesmo depois de conquistar as maiores glórias no esporte e se consagrar como capitão do time, ele não descansou. Treinou mais ainda e forçou seu corpo para chegar aos 42 anos atuando em campo. Ceni conta que para conseguir jogar precisava de 1h30 de treino pré-jogo e 1h30 de recuperação pós-jogo. Ele agradece seu preparador físico por ter proporcionado a ele a oportunidade de estender sua carreira por pelo menos 3 anos.

Em suas entrevistas, Rogério deixa claro as razões pelas quais ele é hoje o jogador que mais venceu partidas pelo seu time no mundo:

1. Se dedicar ao máximo para ser o melhor no que faz.
2. Ter humildade para aprender com os mais experientes.
3. Desejar a vitória.
4. Ser disciplinado.
5. Ter um dom não é essencial, dedicação e persistência são a chave para o sucesso.

Os exemplos de Rogério Ceni além de inspirarem a busca da excelência todos os dias e o alcance de resultados, mostram que todos são capazes de realizar o que desejam, com disciplina, foco e determinação. Um novo ano se aproxima, novas oportunidades surgirão e com elas a chance de realização. Metas sem planejamento são sonhos. Aproveite para organizar seus objetivos e traçar os planos de ação para realiza-los. O poder de realização está dentro de você.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.

  0   0

Marcela Harrisberger

Life Coach

Life Coach credenciada pela SLAC, é formada em Jornalismo e pós graduada em Gestão de Pessoas pela FAAP e em Psicopedagogia. Possui vasta experiência como gestora de equipes e atualmente presta consultoria em desenvolvimento profissional. Realizou diversos cursos no exterior, entre eles treinamentos específicos para equipes pedagógicas na África do Sul na Inglaterra.