O que há de especial nesta frase é que ela nos convida a olhar mais para nós mesmos, o que não significa deixar de olhar para o próximo.

Há nela um reforço da confiança em si mesmo, na medida em que traz a mensagem de que vale a pena se arriscar por você. E é claro que a chance de dar certo se torna palpável, uma vez que seu investimento tem que valer o risco, e só depende de você.

Penso que quando falamos em investimento pessoal, não está em jogo só o dinheiro, mas também o tempo e a energia despendidos em busca do êxito.

Acontece que a maioria das pessoas começa inúmeros projetos e os abandonam pelo caminho. Sabe a razão disso? É porque nós estamos automaticamente presos à nossa zona de conforto, e se não houver um impulso, tendemos a permanecer ali.

E é neste ponto que ocorre o grande impasse: evoluir ou permanecer? É claro que se optarmos por permanecer, temos a perigosa sensação de segurança, onde não nos sentimos ameaçados e conseguimos realizar as tarefas rotineiras sem maiores problemas.

Mas aqui também há estagnação, ausência de novidade, apatia e o maior perigo de todos: o risco de desmoronar quando surge uma mudança inevitável. Os indivíduos que optam por permanecer na zona de conforto são os mais suscetíveis a desenvolver doenças psicossomáticas, quadros graves de ansiedade e depressão e forte tendência suicida. Isso porque não conseguem suportar o peso de ter que sair bruscamente do seu porto seguro.

Além disso, nas relações profissionais, será fatalmente excluído, pois sua permanência na zona de conforto não o deixará acompanhar a evolução natural que qualquer profissão exige, fazendo com que aqueles que estão buscando o desenvolvimento se destaquem de forma natural, já que a diferença de postura será patente.

Assim, investir em si mesmo é o maior e melhor investimento que se deve fazer, pois não se alcançará outro resultado senão o sucesso. E não estamos falando somente de investimento intelectual não. O investimento é na qualidade de vida, no lazer, no tempo para a família e amigos, nas atividades que curte mas sempre deixa pra depois, na leitura despretensiosa, na atividade física, no ócio temporário, na respiração profunda e calma para oxigenar todas as células do seu corpo etc.

E se por alguma razão você não consegue sair da sua zona de conforto, tenha um mentor; uma pessoa que vai te ajudar a encontrar as razões que não lhe permitem seguir em frente e te guiar pelo melhor caminho. E se para isso for necessário um investimento financeiro, faça! O retorno de se tornar um investidor de sucesso será contabilizado positivamente na sua vida.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.

  0   0

Natália Brandão Lacerda

Life Coach