Ao chegar no final do dia, qual é a sua sensação em relação ao tempo? Tudo o que você planejou, conseguiu realizar? Você concretizou suas atividades, baseadas naquilo que mais gosta de fazer? Este dia lhe trouxe o sentimento de dever cumprido?

Estas são reflexões extremamente importantes, num mundo com o ritmo cada vez mais acelerado. As pessoas se desdobram em suas atividades e o volume de informações e distrações são tão grandes que chega a assustar. Jornadas de trabalho cada vez mais longas não são suficientes para dar conta de todas as prioridades.

Na vida pessoal, a saúde é quase sempre deixada de lado. Nos alimentamos mal, quase sempre com celular ao lado resolvendo pendências, respondendo mensagens, com distrações diversas. Dificilmente estamos vivendo o momento presente, nossa mente sempre à frente buscando soluções, projetando a próxima tarefa a ser realizada. Na família acabamos, muitas vezes, estando apenas de corpo presente, sem uma convivência mais profunda.

Nossos projetos pessoais são deixados de lado e substituídos por necessidades mais urgentes, assim é natural que as pessoas se deem conta que não cuidam de si mesmas.

Quando foi a última vez que você tirou um momento para fazer coisas que lhe dão satisfação. É nesse momento que a saúde começa a dar sinais que o seu estilo de vida precisa mudar.

Passamos a aceitar como normal um ritmo descontrolado. Diversos problemas de saúde passaram a ser considerados consequências da vida cotidiana. O stress é visto como algo tão corriqueiro que muitos julgam necessário. Estar estressado está associado a muito trabalho. Se você não está estressado, você está trabalhando pouco e consequentemente não tem sucesso.

Será que existe uma maneira mais compensadora de levar a vida? É possível, sim, ter uma vida mais equilibrada, voltada para a realização de seus sonhos. Uma vida que inclua tempo para os relacionamentos e mais atividades importantes, do que providências urgentes a tomar.

É possível que seus dias acabem com uma sensação de paz, baseada em propósitos claros. Para isso, é preciso fazer uma gestão de tempo em que você seja o protagonista, onde sua realização pessoal esteja em primeiro lugar. 

Temos exatamente 1.440 minutos por dia, e buscar um sentido maior para esse momento nos trará a sensação de que o tempo está andando na velocidade certa, e que tudo está caminhando conforme planejou, de acordo com o sentido que você decidiu dar à sua vida.

Quando se fala em Gestão do Tempo a primeira coisa que vem em mente é que organizar a vida com atividades pré-determinadas nos torna limitados, nos tira a liberdade de ação, parece que passaremos o dia inteiro seguindo regras e limitações. Muitas pessoas afirmam que ter uma vida muito planejada engessa o processo criativo e compromete a espontaneidade. Outras argumentam que é uma forma de ilusão: no papel é uma maravilha, mas na prática não funciona. 

Fazer uma boa gestão de tempo requer direção e flexibilidade. Uma relação equilibrada com o tempo é extremamente gratificante e o esforço para alcançá-la é compensador.



Transforme sonhos em realidade

Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.