Peter Drucker

Relutei muito em aceitar essa frase do mestre Peter Drucker. Muito Mesmo!!!! 
Em mais de 20 anos de vida profissional, presenciei muitos talentos demitidos de suas empresas. Períodos de recessão, empresas se reestruturando, falta de investimentos no mercado, etc. Mas, em todas essas situações, muitos dos colaboradores que ficavam tinham comportamento questionado por grande parte da equipe. É nessa hora que muitos questionam o “porquê” disso ocorrer. E num espectro de suposições, que podem ir da teoria da conspiração até questões moralmente questionáveis, dificilmente acontecia uma autoanalise comportamental. 

A análise comportamental é uma ferramenta básica, que faz total diferença na vida pessoal e profissional de qualquer pessoa. Por ser o DiSC a ferramenta de análise comportamental que domino, e a que me dá exemplos diários de sua eficiência, é a ela que me refiro nesse texto.

Todos nascemos com 4 dimensões básicas – Dominância, Influência, Estabilidade e Cautela - porém elas se apresentam com características e intensidades variáveis em cada um de nós, que, somada aos valores que acreditamos, ditarão as diferentes formas de agir durante toda nossa vida, em todas as situações.

Não há certo ou errado, melhor ou pior. O que há são estilos variados, que funcionam de forma diferente. Mas TODOS esses tipos de estilos podem ter sucesso em todas as situações e/ou profissões, basta ter o conhecimento e trabalha-los tirando nosso melhor resultado em cada situação.

Um exemplo:

Uma multinacional varejista chega ao Brasil e tem como um de seus valores o estilo de atendimento característico de seu país de origem. Passado alguns anos os resultados não são os desejados e algumas alterações estruturais são necessárias. 

Suponhamos que na equipe tenha um líder o qual sua dimensão mais atuante seja Dominante. Das características da “Dominância”, as que mais afloram nele são: ser inspirador, proativo, criativo, aquele que toma a frente das situações, que “muda o script”; enfim, que traz um resultado financeiro excelente, abrindo mão dos valores pregados pela matriz. Do ponto de vista do que aprendemos a ver como comportamento esperado, está fantástico. Mas...ele foi demitido!

No lugar do líder demitido, foi promovido um profissional que tem a Estabilidade como principal dimensão. E como características da Estabilidade a prioridade é ser mais ponderado, buscar a harmonização, ser mais prudente...etc. Características que muitos poderiam ver como completamente opostas ao que se busca em um líder. Porém, ao analisar o valor da empresa, que é manter a tradição, a escolha se justifica.

Se o líder demitido, tivesse autoconhecimento comportamental, ele teria condições de analisar o conjunto da situação - ele/empresa/momento -, e certamente aproveitaria outras características natas para se fortalecer e até se autopromover.

A análise comportamental DiSC, é um verdadeiro manual de instrução individual no qual, através de 40 perguntas dissertativas, você recebe um relatório com uma descrição completa das suas características natas. E, ao utilizar essas informações consegue não só obter o melhor de você, como dos outros. Pois a pessoa torna-se capaz de diagnosticar a características de seus interlocutores, conduzindo muito melhor qualquer situação.

A experiência diária com essa ferramenta me permite, hoje, afirmar categoricamente que com nosso manual de instrução particular, mantemos nossos empregos ou podemos nos direcionar a qualquer sonho que tivermos. 
Transforme sonhos em realidade


Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor do post identificado abaixo.

  0   0

Regina Celia Ferrari

Leader Coach

Master Coach (com foco em Desenvolvimento na Inteligencia Emocional) - Membro da Sociedade Latino Americana de Coaching, Bacharel em Psicologia pela FMU, com cursos de especialização em \\\"Motivação Empresarial com Gestão de Pessoas\\\" e \\\"Processos de Comunicação e Comunicação Institucional para Varejo\\\", pela FGV. www.facebook.com/ferraricoachingbrasil