De acordo com pesquisas realizadas recentemente, há cerca de 12 milhões de desempregados no Brasil.

E por que decidi abordar este tema?

Porque quando a situação socioeconômica do país não é vantajosa para todos, as pessoas começam a reclamar, e isso acontece quando elas não enxergam oportunidades para que sejam bem-sucedidas.

Se a economia é uma máquina ligada 24 horas, por que a maioria das pessoas prefere acreditar que não tem chances? Quando ouvimos uma propaganda de que o país vai mal, que o momento é duvidoso para investir, embarcamos facilmente nessa onda, até que isso toma conta de nossas decisões, visão, do nosso caminho e destino.

Durante períodos de crise não vejo ninguém parar de comer, de se vestir, de passear, ou de buscar uma melhor recolocação no mercado. Então, porque não encaramos a crise como um vento: que não para de soprar, mas muda constantemente de velocidade e lugar?

As oportunidades surgem quando muitos sentem dificuldades de aproveitá-las, afinal cada um é livre para escolher, decidir e determinar de qual lado quer estar e agir.

Vejo o foco como o grande diferencial diante desta situação, diversos clientes me procuram com o objetivo de se recolocar no mercado de trabalho, mas estão focados em preocupações, em problemas, na crise, no derrotismo e não conseguem enxergar as oportunidades que os cercam. Se limitam ao que atualmente sabem fazer, não pensam no que podem aprender, não pesquisam quais os nichos de mercado que crescem na crise, não traçam uma estratégia.

Você já parou para pensar para onde seu foco está direcionado?

Não importa qual seja a situação econômica do país neste momento, todos nós temos duas opções: tirar o pé do acelerador e reclamar, ou acelerar e trabalhar.

Pense que a dor do seu cliente pode diversas vezes ser a chave do seu sucesso!


Transforme sonhos em realidade

Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.