Seja qual for o motivo financeiro, todos nós temos compromissos mensais e na falta do dinheiro, podemos não conseguir cumprir com as obrigações, investir em um sonho, por exemplo, nos causando assim uma frustração.

Quem é você nessa crise financeira? Como ela vem interferindo na sua vida? Seja a mãe que precisou cortar a natação do filho, o torcedor que já não vai com frequência assistir seu time do coração, o estudante que sofre diariamente com o aumento das passagens ou o aposentado que não consegue comprar e pagar suas contas.

Quais são as suas metas ou prioridades nesse caso? Por que não fazer um processo de Coaching? Com o Coaching, você terá o foco perfeito, sem perder tempo com lugares que o levarão a lugar nenhum; administração de tempo ou onde investir suas energias. Você terá metas, tarefas, foco, ação.

Porém, se você tem percebido que sua vida financeira só piora, e até agora não tomou nenhuma atitude, não adianta continuar a reclamar do preço alto das coisas e colocar a culpa no nosso governo. A solução não irá cair de paraquedas para você e nem virá por um milagre (a não ser que você seja um sortudo ganhador da Mega Sena). Primeiramente, tente se planejar, organizar, economizar, conhecendo o limite do que cabe ou não no seu bolso.

Já parou para pensar que as vezes a solução dessa crise pode ter uma segunda atividade? Mas por que é tão difícil conseguirmos pensar num “plano B”? Aquele plano que pode até ajudá-lo a complementar sua principal fonte de renda.

A verdade é que mesmo em época de crise financeira, ou não, não existe milagre para ter uma vida financeiramente estável ou até mesmo bem-sucedida. Você vai ter que trabalhar, se esforçar muito, vai ter que planejar, buscar oportunidades, vai ter que criar, se reinventar, inovar. Uma mudança comportamental a cada dia já é o suficiente para que esta mudança aconteça e você veja, diariamente, que seu sonho pode se tornar realidade.

Acredite, é na crise que se pode crescer e se transformar! Em tempos difíceis, algumas pessoas conseguiram se reinventar.

Eu, chamaria isso de resiliência. Basicamente essas pessoas, descobriram uma maneira de enfrentar os problemas financeiros apenas com um bom planejamento, além de claro, um bom exercício de autoconhecimento.

Através desse exercício, pessoas avaliam o que pode ser feito para driblar dificuldades e tornar o dia a dia mais prazeroso e menos cansativo. Essa mudança é intrínseca, ou seja, de dentro para fora e que irá contribuir no seu desenvolvimento pessoal.

Muitas dessas pessoas, chegaram até pedir demissão dos seus empregos porque perceberam que fazendo o que elas gostam de fato é muito mais satisfatório e as vezes até mais rentável do que seu trabalho de carteira assinada.

Se sozinho você sabe que não consegue, ou não mantém a disciplina, um processo de Coaching irá te apoiar diretamente nesse processo, fazendo com que você encontre uma meta ou objetivo e, consequentemente, um pouco mais de tranquilidade.

Dias melhores vão depender somente de você, de suas atitudes, comportamentos e decisões!



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.

  0   0

Nathalie de Oliveira Barbosa

Atuação na área de Recursos Humanos, setor no qual trabalho há sete anos com Recrutamento & Seleção e Treinamento & Desenvolvimento tanto em consultoria quanto em empresa, atendendo múltiplos clientes em diversos segmentos de mercado, sempre agindo de modo a posicionar o RH como parceiro estratégico do negócio por meio de uma visão generalista e integrada.