A vontade é fator determinante em qualquer ação que venhamos a nos propor, a nos desafiar, a nos empenhar. Cabe aqui trazer alguns de seus significados literais¹ para construir mentalmente o veio deste artigo:
A principal das potências da alma, que inclina ou move a querer, a fazer ou deixar de fazer alguma coisa.
Impulso para agir em todas as fases de desenvolvimento.
Capacidade de tomar livremente uma decisão
Transforme sonhos em realidade
Energia, firmeza de ânimo, fortaleza e perseverança no querer ou realizar.
Desejo, intenção, pretensão, determinação.
Escolha, mando.
Gosto, Prazer.
Propensão natural e mais ou menos irresistível para a prática de certo ato ou para a realização de certo resultado; apetite.
Empenho, interesse, necessidade física ou moral.
Apetites, fantasias relativas a todas as coisas da vida.
Quando falamos da vontade é inegável que ela mexe com muitos de nós, isso porque estamos sempre a desejar, a querer, a sacudir nossa mente e pensamentos com o(s) nosso(s) objeto(s) de desejo, aquele que queremos conquistar, ser, ter ou até tomar, seja como e de qual forma encontrarmos para viabilizar o que queremos. Mesmo quando satirizada: “Vontade é uma coisa que dá e passa” fica aí que ela acontece. Deixar passar e/ou transformá-la em boa e/ou má vontade ou em vontade nenhuma cabe exclusivamente a nós.
E eis aí que entram as minhas provocações:
O que você vem fazendo para viabilizar sua vontade, o seu querer? Que mecanismos vêm utilizando? Eles têm sido eficazes para obtenção de seus resultados ou não são o que deseja? Estes mecanismos estão alinhados a crenças e valores, digo naquilo que sua história foi construída, na forma como você foi educado, no que era tido como inegociável em seu âmbito de convívio social e familiar?
Você está preso a algo que não faz mais sentido atualmente? Aos pré-conceitos repassados como herança? Ou você está agindo pautado naquilo que também acredita, sonha e QUER para sua vida ? Você tem se dedicado com determinação ao que QUER? Ou está aguardando acontecimentos, coisas que não estejam em seu domínio para que o universo conspire a seu favor ?
Se você nunca se perguntou ou parou para pensar sobre estas e outras questões, pode ser que seu planejamento em alcançar o que deseja esteja com algumas lacunas ou gaps, ou que você ainda não tenha definido claramente o que QUER alcançar e o quanto está disposto a empenhar sua VONTADE, usando o que já tem para começar e buscando novas competências e habilidades.
Na certeza que planejar é entre tantas definições o ato de predizer o que queremos; estudar o que temos; prospeccionar as possibilidades e cenários possíveis para a obtenção do melhor resultado com menor custo. Convido você a refletir como vem se planejando para alcançar as suas metas. Você sabe o que quer alcançar? Tem se empenhado em realizar ações que lhe aproximem do que quer? E como está seu comprometimento frente aos seus objetivos? Quais Crenças e Valores eles estão alicerçados? Você tem um Mapa Mental para pautar o seu agir diário?
________________________________________________________¹Dicionário Michaelis



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.