Nos dias atuais estão sendo propagados muitos discursos sobre o tema da sexualidade. Dentre os debates é possível verificar que boa parte da população não sabe definir algo que é tão peculiar, individual, intransferível e íntimo como a sexualidade.

Assim, antes de avançarmos em nosso texto, é preferível fazer um breve resumo do que venha a ser o termo sexualidade.

Diferentemente de sexo (que significa os órgãos sexuais ou, para alguns o ato sexual), a sexualidade nos remete a outros subtemas, aos quais, o termo sexo está inserido. De acordo com a OMS – Organização Mundial da Saúde (2013), a sexualidade faz parte da personalidade de cada um, é uma necessidade básica e um aspecto do ser humano que não pode ser separado de outros pontos da vida.

Sexualidade não é sinônimo de coito (relação sexual) e não se limita à ocorrência ou não de orgasmo. Sexualidade é muito mais que isso, é a energia que motiva a encontrar o amor, contato e intimidade e se expressa na forma de sentir, nos movimentos das pessoas, e como estas tocam e são tocadas. A sexualidade influencia pensamentos, sentimentos, ações e interações e, portanto, a saúde física e mental. Se saúde é um direito humano fundamental, a saúde sexual também deveria ser considerada um direito humano básico.

Já a IPGO, ressalta que é preciso reconhecer ainda que a sexualidade promove o autoconhecimento e possibilita conhecer este outro, sendo desenvolvida exatamente através da interação social. Este desenvolvimento está estreitamente ligado ao bem-estar do indivíduo, das pessoas que se relacionam com ele e dos outros que estão à sua volta. 

Após apontarmos uma definição sobre o tema abordado acima, vamos pensar na possibilidade do coaching ser um divisor de águas na vida de quem tem problemas em sua sexualidade, deseja vencer os obstáculos e ser feliz, também, nesta área.

Uma grande pesquisa realizada em 2002 constatou que é possível uma pessoa trabalhar no sentido de ser sexualmente mais inteligente e assim, trilhar uma vida sexual mais satisfatória. Dentre os requisitos apontados pela pesquisa, ficou muito claro, o quanto estamos distantes de uma sexualidade inteligente e consequentemente mais feliz. 

E, aí é que entra o processo de coaching em que, o coach com especialização em sexualidade é capaz de levar pessoas a alcançarem suas metas, sendo sexualmente mais felizes e satisfeitas.

Se eu posso provar que isto é possível?

Sou coach, especialista em sexualidade e tenho criado ferramentas próprias que ajudam aos casais a terem uma vida sexual mais prazerosa com progressos inteligentes e, sem perder o foco de um relacionamento amistoso que gera uma atmosfera de bem-estar para o casal.

O coaching inicia o melhor do coachee, e isto ajuda a prepará-los quando “energizados” pelo processo, indo dessa forma para a relação muito mais tranquilos. 

Então, fica a dica: Coaching e Sexualidade, é possível! 
Transforme sonhos em realidade



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.