É bom lembrar que coaching não é terapia. Um processo de coaching pode ajudar uma pessoa a resolver determinados assuntos de forma semelhante a um processo terapêutico. Um processo terapêutico é feito por profissionais preparados da área em que atuam.

Este texto trata-se de uma observação da ACP inserida nas relações pessoais e profissionais, que leva a um melhor entendimento entre partes de forma expressiva. A Abordagem Centrada no Cliente pode ser utilizada por qualquer pessoa, seja profissional da área ou não, que queira compreender melhor o outro e aprender a ouvir de forma empática seguindo os valores expressos acima.

A empatia: se colocar no lugar do outro é uma atitude que gera confiança e abertura para o desenvolvimento, entendimento e, por fim, crescimento do coachee em atingir os seus resultados.

A escuta ativa: é o ato de ouvir de forma profunda, interessada e acompanhando cada palavra expressa pelo cliente. É ouvir o que não foi dito, ler o que não foi escrito e perceber o não perceptível, devolvendo o conteúdo expresso em forma de reflexo para o cliente. Dessa forma o coachee percebe que o coach está acompanhando-o e isso pode produzir mais insights e comprometimento da parte do cliente.

O acolhimento: leva a uma percepção melhor de que o profissional está interessado no sucesso do seu cliente que é acolhido a partir do primeiro contato, seja por telefone ou pessoalmente.
O não julgamento e não aconselhamento: são essenciais para que o coach não interfira nas decisões do coachee e nem se demonstre insatisfeito com as suas escolhas pessoais, que na visão do cliente é o que ele percebe de acordo com o momento. Isso é demonstrar respeito para com o seu coachee.

Com a utilização da ACP, que visa o maior entendimento dos sentimentos e emoções expressadas pelo cliente, em conjunto com a metodologia de coaching, que utiliza perguntas que levam o coachee a compromete-se consigo mesmo em busca de resultados eficazes, pode transformar o processo inteiro em mais satisfatório entre as partes e com um alto desempenho.

Sugestão de leitura: ROGERS, Carl R; KINGET, G. Marian. Psicoterapia Relações Humanas.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.

  0   0

Daniel Alexandre de Araújo

Master Coach

Graduado em Marketing; Especialista em Gestão Estratégica de Recursos Humanos; Especialista em Docência do Ensino Profissional e Superior; Analista de Perfil Comportamental DISC; Master Coach; Professional Assess Certification; Analista de Inteligência Emocional; Palestrante; Professor: Administração; MBA em Psicologia Organizacional. contato@daresultados.com.br / www.daresultados.com.br