Autossabotagem - "O pior inimigo do homem é ele mesmo." (Moody)

Como seres humanos é natural colocarmos a culpa em outras pessoas, circunstâncias e as mais diversas situações quando confrontados com o fracasso de um projeto, ou com a não realização de um sonho. Mas, quantas vezes você tomou a responsabilidade da ausência de conquistas, metas e sonhos em sua vida?

Você pode me dizer que é o maior interessado em seu sucesso e que jamais faria algo para impedir isso. Entenda que a autossabotagem é, na maioria das vezes, uma ação condicionada tão profundamente em nós que é fácil não enxergamos que estamos fazendo. Chega a um ponto que esse comportamento sabotador se torna parte de você, independente do desejo de mudança e de quanto avance, sempre acaba retornando para ele, e no final, seu estado permanece o mesmo.
Transforme sonhos em realidade

Talvez essa mudança significativa não aconteça do dia para a noite no que se refere ao encerramento da autossabotagem em sua vida, mas o iniciar de um processo para se desvencilhar das crenças limitantes e do “boicote” pessoal começa como tudo na vida: com um primeiro passo. 

É como, por exemplo, sempre fazer o mesmo caminho para chegar a um destino. Você conhece os buracos, sinais de trânsito e os perigos que podem ser encontrados nesse trajeto e faz ele no piloto automático, e quando passa por aquele buraco na estrada pensa que daquele não consegue desviar, e caso algo atrapalhe essa jornada, pode chegar a pensar que é melhor voltar do que avançar. 

Nesta breve ilustração é possível entender como a autossabotagem pode funcionar: você tem um carro, sabe o destino e conhece o caminho, sendo assim tem tudo para alcançar sua meta. Porém, através do seu olhar, vê um carro que poderia ser melhor, um destino muito longe do seu estado atual e um caminho cheio de obstáculos.

O reprogramar de sua mente, atitudes e fala, pode se comparar a descobrir um novo caminho para chegar aquele destino, no qual terá também suas dificuldades, mas que não te fará desistir na metade por falta de confiança, recursos internos ou externos, e nenhum tipo de razão qualquer.

Então eu tenho duas perguntas-chave para fazer: Quer mudança? Quer mudar?

A resposta positiva para essas duas questões é o primeiro passo para uma reprogramação de mentalidade e, consequentemente, de vida. Você pode fazer e ser diferente, basta dar o primeiro e decidir.

Faça coaching e transforme todos os seus projetos em algo realizável!

 

Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.