Por mais que pareça fácil ser bagunceiro, o comportamento traz consequências como a procrastinação, a não conclusão (ou demora) de projetos e ideias, sensação de viver sempre na correria (sem conseguir completar o que se planejava para o dia), e falta de espaço; inclusive, a saúde pode ser afetada, com distúrbios mais graves como a SÍNDROME DA FADIGA CRÔNICA, DEPRESSÃO, ANSIEDADE, TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO (TOC), déficit de atenção, entre outros.

Para conseguir organizar seu cérebro primeiramente, é preciso entender QUAL O PROPÓSITO DE QUERER SER MAIS ORGANIZADO E PRODUTIVO, e no que isso vai te ajudar especificamente. Ter clareza das respostas mantém o direcionamento, assim como a base para se condicionar a concentração. TREINAR O CÉREBRO PARA QUE ELE TAMBÉM SE ACOSTUME COM A ORGANIZAÇÃO EXIGE QUE VOCÊ IMAGINE UM CRONOGRAMA DE ANTEMÃO, e o que será feito no dia seguinte. Por exemplo, sempre quando vou realizar qualquer atividade, crio imagens, sons e sensações do que está por vir. Com a identidade e o planejamento bem estruturados, você conseguirá estabelecer o que é prioridade naquele momento. Após essa filtragem, a execução do planejado é um dos fatores decisivos para todo o sistema funcionar. É nessa parte que ALÉM DE TER MAIS RESULTADOS, VOCÊ TERÁ MAIS MOTIVAÇÃO PARA CRIAR O HÁBITO DESEJADO.

Mas para isso tudo engrenar, é importante ter ferramentas adequadas, mecanismos de controle e RECOMPENSAS QUE VÃO TE GRATIFICAR POR TODO ESSE ESFORÇO (essa parte é indispensável para o cérebro entender que, ao ser organizado, ele receberá coisas boas e positivas). Então, em primeiro, ASSUMA QUE A RESPONSABILIDADE É SUA, É VOCÊ QUE PODE FISCALIZAR TODAS AS DISTRAÇÕES. E para isso tem simples atitudes que podem colaborar, como pedir aos colegas que não te atrapalhem no que estiver trabalhando, a não ser que seja uma urgência; deixar o celular ou tablet no silencioso, e não acessar as redes sociais (nem ao menos abri-las, fingindo que estão escondidas no meio das outras abas); comer adequadamente antes de iniciar uma ocupação (quem consegue ter atenção com o estômago roncando?); beber água, já que a hidratação do corpo deixa o cérebro mais ligado, e fazer pausas programadas e de assuntos diferentes do seu objetivo.
Transforme sonhos em realidade

Para trazer este treinamento para sua vida, condicionar o foco é fundamental, e para isso, é necessário a própria ordenação das ideias na cabeça. Segundo estudos do Centro de Neurociências Cognitivas e Integrativas da Universidade de Vanderbilt, nos EUA, “O CÉREBRO SÓ CONSEGUE TER CONCENTRAÇÃO EM APENAS UMA COISA DE CADA VEZ”. E, ainda sim, é difícil mantê-la por muito tempo, porque uma grande quantidade de considerações, emoções e sentimentos cisma em aparecer (do nada!) em busca de ação. Para que se consiga sistematizar o processo de maneira eficiente é indicado uma técnica muito simples. “Pergunte a si mesmo: QUAL SERÁ O MEU PRÓXIMO PENSAMENTO? Isso fará com que você ‘quebre’ o fluxo de informações e retorne para o momento presente”. O comando servirá para alertar e preparar o órgão nervoso para o que está por vir, e agir conforme a necessidade. Um exemplo disso seria como se você estivesse caminhando em uma rua conhecida, onde sabe em qual trecho precisa andar mais devagar ou mais rápido, quais pessoas podem aparecer, perigos, etc.

Por fim, a conquista de uma rotina organizada vem com a necessidade de praticar e muito, pois quanto mais exercer uma atividade, mais ela será aperfeiçoada. Porém, não deixe que isso atrapalhe a sua flexibilidade, pois AO TENTAR FIXAR AÇÕES, VOCÊ PODE PERDER NOVAS OPÇÕES QUE PODERIAM SER MUITO MELHORES. De qualquer maneira, criar o dia, a semana e o mês pautados nos seus ideais, espiritualidade, valores e motivações são o que vai contribuir para você ir atrás das suas realizações.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.