A importância do posicionamento Era uma vez um homem que vivia em cima do muro, ele não opinava, não tomava partido, não decidia e acatava todas as decisões da minoria, afinal como ele não estava na assembleia para decidir o seu rumo, qualquer resultado era bem vindo, porém a sua crítica pela decisão do grupo era cruel e ruminava dentro do seu interior.

Esse homem se achava o melhor ser do mundo, e exclamava que não perderia tempo em se posicionar, pois na sua percepção míope sua opinião não teria nenhuma condição de modificar em nada o status quo do meio ambiente a qual ele estava inserido.

Esse mesmo homem passava o tempo inteiro reclamando, uma hora era o governo, outra hora o trabalho, de vez em quando a sua família e por fim exclamava que a sociedade não presta. O hábito de reclamar destruía o seu âmago e uma aflição interna grande e eminente era gerada de forma a destruir as suas crenças positivas, levando-o, por vezes, a se hospitalizar para cuidar das sequelas geradas por essa aflição.

Mas água mole em pedra dura tanto bate até que fura. Eis que um dia de fúria surge e ele tem um lapso e finalmente se posiciona, quando soltou a sua voz percebeu a reverberação do seu pensamento e que poderia sim, ajudar algumas pessoas que estavam querendo escutar algo diferente e desde então ele começou a emitir e debater as suas questões de forma contundente e evolutiva.

O ato de se posicionar é fundamental, para a prática do autoconhecimento, pois permite o desenvolvimento da nossa base estrutural para que o pensamento seja projetado ao universo, isso fará que os pares que possuem afinidade com as suas ideias se aproximem de você com mais sutileza tornando possíveis trocas de informações e possibilidades de novos negócios.

Entendo que há fatores que nos inibem de expressarmos o nosso posicionamento, como os nossos medos, as nossas inseguranças e, por vezes, coações derivadas de pessoas com interesses escusos sobre a nossa realidade e que estão a fim de tirar proveito da situação hierárquica que se encontram. É nesse exato momento que inúmeros cafajestes vêm e roubam a nossa subjetividade e nos torturam com pensamentos pessimistas e nos convencem de que a melhor maneira de agir é ficando calado e inerte ao bel prazer do acaso.

Porém tenha em mente que se posicionar é uma faca de dois gumes, pois ao mesmo tempo que você consegue atrair o que há de mais puro na natureza humana, se prepare, para ser bombardeado por opiniões tão divergentes quanto as suas e não espere gentiliza dos seus opositores, pelo contrário comece a se blindar, pois a raiva que será emanada sob você é muito forte. No entanto se você possui valores pautados nos atratores positivos, meu amigo, nada pode te parar, bote fé.

E lembre-se em que vivemos numa sociedade com inúmeros credos, culturas e interesses diversos. Por essa razão saber se posicionar é necessário, porém saber ouvir atentamente os seus divergentes e os tratar com respeito e franqueza, dará a você um bom respaldo, pois mais do que posicionamento o primordial é respeitar a diversidade que existe no nosso planeta.

E como já dizia o poeta Gentileza, Gentileza gera Gentileza, e perceba que o mundo sem radicalismo ou verdade absoluta, pode existir e ele começa a partir de você. Bote fé!



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.