Mas e se...? Não, não termine esta pergunta. Quando você ia fazer esta pergunta, que sentimento ruim era percebido? Mais de um, quais? Bom, apenas os anote. Agora, comece outra pergunta: E se você estivesse lá, não aí, mas lá onde os olhos não vêem, o que você sentiria? O que você sente imaginando-se lá, agora? Anote as sensações.

Certo. Muito bem. Agora, pegue a primeira lista de anotações. Isso. Rasgue! Perfeito. Seu corpo e sua mente inconsciente estão cansados de saber disso, não vale sua atenção. Agora, pegue a segunda lista. Isso. Leia várias vezes. Sinta cada um daqueles sentimentos, projete-se para aquele lugar, para fora do seu “alcance visual comum”. Isso mesmo. Muito bem. Sinta! Faça com todos os sentimentos. Maravilha. Agora, sinta-os todos juntos. Fantástico! Isso mesmo! Foi bom? Agora, faça isso todos os dias, de 1 a 30 minutos por dia? Ou mais, ou menos. Tanto faz. Acha que só consegue ficar 10 segundos? Então, fique 15 segundos. Não importa. Faça isso, todos os dias. Ou faça 5 dias por mais tempo e não faça 2 dias. Por fim, negocie com você mesmo.


Muito bem, feito isso após certo período de tempo, faça novamente a pergunta: o que é preciso para chegar nesse lugar que estava além da minha atenção e que agora já o vislumbro com muito mais nitidez? O que estou disposto a fazer para sentir tudo de bom que alcançar este lugar me proporciona?
Transforme sonhos em realidade

Logo, por fim, pense e decida, sobre tudo e qualquer coisa, com o tempo que você tem. E lembre-se ainda que tudo é sua vida e qualquer coisa é tempo e vida. Que escolhas você é responsável em fazer? Que decisão você vai tomar hoje? Quem você é? Quem você quer ser? Quais são suas opções? Onde e com quem conseguir? Qual o seu Plano de Ação? Durma bem!



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.