Nos novos tempos estar nú é sinônimo de liberdade, marca a expressão de uma parte de mim, e, num mundo de ideologias virtuais, me torno celebridade. Sem os ranços da moral, a nudez é libertadora. Entretanto, mais libertário é a possibilidade de desnudar-se, revelar-se primeiro a si mesmo e depois ao outro, num processo de autodescoberta e comunhão.

Desnudar-se é poder traduzir-se.  E isso exige de nós coragem, determinação e paciência, pois é dolorido, muitas vezes queremos desistir, e, acima de tudo, temos que ser benevolentes conosco, porque é um processo contínuo e atemporal.

Reconhecer-se no tempo-espaço atual e colocar-se a caminho do autoconhecimento é uma escolha de foro íntimo e pessoal. Não há regras de que todos devam fazê-lo para serem felizes. Porém, é uma experiência rica e libertadora. Nos possibilita raras autodescobertas que nos trazem momentos de muita felicidade e satisfação com nossa trajetória.

Existem várias técnicas de desenvolvimento humano que promovem a autodescoberta. Coaching é uma das mais recentes metodologias que nos convida a esse processo. Espelhando nosso íntimo, num progressivo e cuidadoso revelar-se a si mesmo, proporcionando o despetalar de uma identidade a desnudar-se. E como diz o poema, “Uma parte de mim é permanente: outra parte se sabe de repente”. E, “como se fosse” de repente vamos nos develando a cada encontro com o Coch.

Por meio de perguntas direcionadas e altamente reflexivas, mais exercícios vivenciais, o Cochee (cliente), no processo de Coaching, mapeia o momento que vive (Estado Atual), conhecendo-o para depois questioná-lo. Este questionamento o leva a refletir se isso é o que ele almeja para a vida (Estado Desejado). Não sendo, o processo de Coaching o ajuda a dirigir seu olhar para o que deseja de fato e traçar um caminho em direção a esse objetivo.

Este é o percurso que o processo de Coaching faz. Primeiro convida a pessoa a desnudar-se para si mesmo. Depois, mapear onde estar, aonde quer chegar, estabelecer metas desejáveis e possíveis de serem alcançadas e assim conquistar um novo estar, coerente com seus sonhos. Fazer um processo de Coaching é se redescobrir como pessoa, com potencialidades e coragem para as mudanças desejadas e necessárias.
Transforme sonhos em realidade



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.

  0   0

Patricia Simone Dal - Col

Life Coach

Patricia é Coach de Carreira e Vida. Atua apoiando pessoas a estabelecerem metas com planejamento seguro e eficaz, tanto na vida profissional como na pessoal. Possui Formação pela SLAC, certificação internacional - IAC na "Profissão Coach". Possui também PDC- Professional DISC Certification, avaliação de perfil comportamental. Graduada em Pedagogia e com Especialização em Gestão de Pessoas.