Hábitos: esteja no controle
Como já dizia William Shakespeare, nossos hábitos poderiam nos controlar se não tomássemos as rédeas da situação, e hoje quero lhe perguntar, como está o controle de seus hábitos? Em sua rotina diária, você tem mais hábitos bons ou ruins? Hábitos que te trazem mais resultados ou que te travam?

Mas afinal, você sabe o que significa a palavra hábito? São ações que repetimos diariamente, manias, maneiras de nos comportar, agir e pensar que nos define e que foram adquiridos com o passar do tempo. Muitas vezes os nossos hábitos são inconscientes, pois quando nosso organismo se acostuma com aquela rotina, ele praticamente a executa automaticamente, “sem pensar”, para assim economizar energia para outras situações, levando-nos para a zona de conforto, no qual o gasto de energia é menor.

Por este motivo, a mudança de hábito é um processo desafiador para nós, pois demanda um maior gasto grande de energia, nos tirando da zona de conforto e exigindo de nós disciplina, planejamento e atitudes diárias, para que um novo hábito seja instalado e mantido.

Reflita: Pensando em sua vida hoje, quais hábitos você percebe que não estão agregando valor ou por muitas vezes lhe impedem de agir? Quais hábitos que se você mudasse lhe daria mais disposição, uma vida mais saudável, mais capacidade intelectual?

É importante esta análise e o entendimento do quanto os maus hábitos estão te sabotando e lhe impedindo de chegar onde você deseja, para que assim, haja um planejamento das ações que poderão ser mudadas. É preciso ter atenção neste ponto, pois a partir deste momento é necessário o compreender as melhorias que tais mudanças trarão e o quanto você as deseja em sua vida. 

É preciso deixar bem claro o quanto é importante você conseguir mudar e quais os resultados que alcançará. Para que você se disponha a mudar, se comprometa a agir a cada dia, mesmo que o despertador toque no dia seguinte e a vontade seja dormir mais 5 minutinhos. É neste momento que algo muito forte tem que lhe mover para ação, pois o simples fato de voltar a dormir já é um ato de sabotagem consigo e com a mudança que você se comprometeu a atingir.

Então, mãos à obra, analise o que você deseja mudar na sua vida, a importância desta mudança e os ganhos associados a ela, para que o comprometimento seja intenso e os resultados esperados sejam atingidos. 

Firme um propósito com você mesmo, para que lembre diariamente o quanto é importante manter e realizar o que se propôs a conquistar. 



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.