Você ensaia a partir do momento que pesquisa a empresa no próprio site para conhecer mais sobre a cultura, porte, atuação, segmento, filiais e particularidades da atuação. Essas informações são fundamentais você saber antes de chegar para a entrevista, não tem como escapar. Em algum momento da vida, você será confrontado com uma pergunta do tipo: "Você sabe quantas filiais nós temos?" ou, "De todo o nosso portfólio de produtos e serviços, com qual você se identifica mais?" e, antes que você se veja sem saber o que responder, eu reforço aqui: ensaiar respostas para possíveis perguntas e pesquisar sobre a empresa com uma simples consulta no site, são atitudes fundamentais.

Vou começar colocando aqui um pouco do conteúdo do manual de preparação para entrevistas, justamente para que vocês se familiarizem com o que estou escrevendo.

Para deixar mais claro quando falo sobre ensaiar respostas para as prováveis perguntas, estou falando de perguntas como as cinco do exemplo abaixo, que geralmente são feitas por profissionais de RH da maioria das empresas, mesmo de segmentos e portes diferentes:

1. Quais os seus principais defeitos/qualidades e como você lida com eles? Como eles influenciam na sua vida profissional?

2. Por que você deseja trabalhar para nossa empresa? O que espera de nós?

3. Trace um breve histórico da sua vida profissional até o último trabalho (onde, quanto tempo ficou, se foi promovido, atividades que desenvolveu, porque saiu).

4. Descreva a última vez em que precisou tomar uma atitude difícil no trabalho. O que foi, por que, como agiu e qual o resultado?

5. Por que você acha que deveríamos lhe contratar? Qual o seu principal diferencial profissional?

Demonstrar naturalidade ao responder essas cinco delicadas e importantes perguntas já é metade do caminho para ter sucesso na entrevista. O entrevistador já espera um determinado padrão de respostas para essas perguntas e além da resposta em si, ele irá analisar a consistência (lógica, veracidade, raciocínio) das suas respostas, a segurança que você transmite ao responder, o tempo que demora e suas expressões faciais e emocionais.

Por isso, sempre digo: preparar-se com antecedência, ensaiar, relembrar fatos e vivências dos empregos anteriores, e mais importante do que lembrar, anotar, é fundamental antes de ir à entrevista.

Não existe fator sorte quando se trata de entrevistas, existe a preparação do candidato, o perfil da empresa, o perfil da vaga, os requisitos combinados com a experiência do candidato, que, por fim, compõem o momento certo de estar naquela situação e, posteriormente, ser o candidato aprovado!

Mais uma vez, preparar-se é: estudar a empresa, entender a cultura, o porte, o segmento, a área de atuação, relembrar os seus projetos e experiências profissionais, escrever quais respostas você daria para perguntas difíceis como as cinco colocadas acima. E, além de tudo, sentir-se confiante e tranquilo, não titubear diante do entrevistador, pois, quando agimos naturalmente, não temos dúvidas ou receio daquilo que precisamos transmitir como informação.

O poder da nossa mente é maior do que qualquer obstáculo e a entrevista, com toda certeza, não precisa ser uma situação de desgaste e estresse extremos, ela pode ser encarada como um momento de transmitir informações com segurança e convicção, caso você esteja extremamente preparado para isso.

Os sentimentos (estresse, tranquilidade, controle emocional, etc) durante a entrevista só podem ser controlados por você, só dependem de você, sejam eles bons ou ruins, pense nisso!


Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor do post identificada abaixo.

  0   0

Gabriela Ferreira de Almeida

Life Coach

Apresentação profissional: Coach de Vida, Carreira e Organizacional para Pessoa Física e Empresas. Psicóloga Clínica com CRP ativo: São Paulo: 110808/06. Consultora de RH para implantação da área de T&D, R&S, além de programas de trainee e estágio. Facilitadora de Treinamentos para públicos de todos os níveis hierárquicos.