O feedback é um presente!

A partir do momento que você encarar o feedback como um presente, as coisas ficarão mais fáceis e com certeza você caminhará a passos largos no seu desenvolvimento pessoal e profissional.

O feedback pode e deve chegar até você de três maneiras: para te desenvolver, para te corrigir e para fazer um reconhecimento do seu comportamento. 

Ao receber um feedback, você deve ter a simples atitude de escutar atentamente, com isso conseguirá extrair o máximo da comunicação. Nesse momento você é o receptor na comunicação e, como um bom receptor, deve permanecer em silêncio para entender o que está chegando até você. 

E, quando eu falo em silêncio, estou dizendo que você não deve conversar com você mesmo. Essa voz que você está ouvindo dentro da sua cabeça é chamada de comunicação intrapessoal e, muitas vezes, dentro de um diálogo em que o outro está se comunicando, você não está prestando a atenção devida, pois está elaborando uma resposta ou está julgando o que o mesmo está dizendo. 

Sendo assim, se permita entrar em uma conversa sem barreiras, e livre dos julgamentos. Dessa forma você entenderá o que o outro está dizendo perfeitamente. Independentemente do tipo de feedback fornecido, você deve “digeri-lo” após o outro finalizar a comunicação, agradecendo e informando que vai refletir sobre o comportamento que foi citado e que tomará as devidas providências e/ou fará as adequações sugeridas.

Após o feedback, eu recomendo que você tire um tempo para fazer uma autoavaliação do que foi abordado, levando em consideração o que é aplicável para o seu desenvolvimento e, consequentemente, para a sua melhoria, descarte o que não faz sentido ou não tem a devida relevância. Durante essa reflexão você precisa ser sincero consigo mesmo, porque só assim conseguirá se desenvolver ainda mais.

Em algum momento da sua vida você deve ter recebido um feedback que foi muito significante, lhe proporcionou uma melhora nos resultados pessoais ou profissionais. Uma das grandes dificuldades do ser humano é conseguir ter uma noção clara da percepção dos outros sobre nós, assim fica difícil ajustar os comportamentos para obter os melhores resultados nos relacionamentos pessoais e profissionais, nesse momento um feedback é muito bem-vindo.

Imagine se você conseguisse entender perfeitamente o que o seu líder, seu cliente, seu parceiro de negócios, seu (s) filho (s), o seu cônjuge e/ou familiares esperam de você. Com certeza você seria mais assertivo, mais claro na comunicação e consequentemente alcançaria melhores resultados. E aposto que as mudanças não precisarão ser drásticas, apenas leves ajustes no seu comportamento e na sua comunicação.

Para isso, você pode fazer apenas duas perguntas e solicitar um exemplo pontual que você exibiu aquele comportamento:
Transforme sonhos em realidade

Pergunta 1 - Quais são os meus pontos fracos ou fraquezas que preciso melhorar?    

Pergunta 2 - Quais são os meus pontos fortes (em que eu sou bom) e preciso continuar fazendo?

Você ficará surpreso com o que escutará das pessoas, e lembre-se: Escute atentamente, faça uma reflexão se o que foi dito é relevante ou não e faça uma autoavaliação de acordo com o que ouviu e como se vê.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.