Decidir que profissão seguir, qual empresa escolher, se mantém ou não um relacionamento, estas são algumas das escolhas feitas no decorrer da vida, dentre tantas outras que surgem. Cada escolha determina o destino e o futuro a ser vivido, e se por medo a opção for não escolher, essa também será uma escolha que está sendo feita, de não ser o protagonista de sua vida.
             
Por mais difícil que uma decisão seja, faz-se necessário cada indivíduo optar por um caminho e se responsabilizar pela vida que leva, advinda de sua vivência, de sua experiência e da melhor opção encontrada no momento em que precisou decidir.

Pode ser que algumas decisões pesem na consciência, mas manter o pensamento de arrependimento não lhe dará uma nova chance para o que passou, enquanto analisar as consequências da decisão pode ser uma oportunidade de fazer diferente no futuro, nas próximas decisões.
Transforme sonhos em realidade

Seja racional e também emocional em suas escolhas, defina por aquilo que faz sentido a você e, desta forma, a possibilidade de se arrepender será mínima. Evite pensar em suas decisões como arrependimentos, encare-as como crescimento e aprendizado obtido com cada escolha que fez.

É devastador manter uma mente perturbada, arrependida, que não aceita a realidade e que por não aceitar a vida que escolheu, acreditar que a culpa é do outro, pelo fato de não ter tido a coragem de decidir e outra pessoa ter feito isso em seu lugar, ou porque não admite que os resultados de que onde você está hoje são de sua responsabilidade.

Entender onde está e onde deseja chegar é primordial nestes casos, para entender quais os próximos passos que devem ser tomados rumo a vida que se deseja, sendo protagonista e conquistando seus sonhos, ao invés de sonhar o sonho do outro que teve coragem de ir à luta e decidir, ou se lamentar por não ser capaz de atingir o que deseja.

Quais têm sido suas escolhas? 

Somos aquilo que acreditamos e desejamos nos tornar.

Saiba que o coaching pode ser seu grande aliado nesse processo de tomada de decisão. 


 
Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.