Destaque para o maior de todos os sábios e mestres, Jesus Cristo, menção honrosa para tantos outros: Nelson Mandela, o Papa João Paulo II, os Apóstolos Pedro, Paulo e João Batista, o rei Salomão, Arquimedes, Albert Einstein, Aristóteles, e outros. Destaque maior ao longo do tempo ou mesmo desses séculos o exemplo de sabedoria do Senhor Deus, embora possa ser tida como uma atitude soberana, mas de um grande exemplo em nossa trajetória terrena. 

Assim, a partir das características de seus servos em prol de sua obra: Ao apóstolo Pedro que era pescador, deu-lhe o Senhor a tarefa de pescador de homens (Mt. 4:18-20) – que significava chamar os homens a compor o seu grande rebanho. A Paulo, fazedor de tendas, coube-lhe a tarefa de edificar igrejas (At. 18:1-3; Co. 3:10). Quanto ao apóstolo João, que remendava redes que eram utilizadas pelos companheiros na pesca, foi escolhido por Jesus Cristo para segui-lo, anunciando sua vinda (do Messias), oportunizando-nos todos eles o sublime ato do aprender. 

Nesse contexto, a partir desses grandes exemplos e ensinamentos, encontramos a inspiração necessária para externar como que o reflexo desse aprendizado, cujo busco compartilhar com todos a partir do entendimento de que:”Aprendi que o saber não é uma simples questão de inteligência (embora esta ajude), mas de determinação e tempo dedicado ao estudo, não só para a adquirir conhecimentos mas para mantê-los atualizados. Aprendi que o sucesso e o fracasso caminham juntos na vida e que a escolha de um ou do outro é nossa. Aprendi que nenhuma conquista se consegue sozinho, que o diga Jesus Cristo quando de sua trajetória dos mistérios iniciada na Judéia - Com ele estavam os doze apóstolos. Aprendi que uma das formas de sermos sábios, é viver como se fosse morrer amanhã e estudar como se fosse viver eternamente. Aprendi que na vida se deve agir sempre com prudência, é uma das virtudes do ser humano, que o nos protege dos conflitos e das divergências; Como disse são Tomás de Aquino – É a guia das demais virtudes. 

Aprendi que temos muito que aprender com a inocência e pureza das crianças.Aprendi que cada pessoa tem um papel, uma missão na vida e todas elas, independentemente de sua origem, posição ou condição, contribuem para o equilíbrio da planeta. Aprendi que precisamos praticar solidariedade, e esta, pode representar, ao longo de nossa existência, uma grande reserva, que poderá fazer toda a diferença quando nos aproximarmos do desencarnar. Aprendi que a velhice, como tudo na vida, nos reserva momentos bons e difíceis: Acumulamos conhecimentos, experiências, mas tem o momento que vemos chegar o enfraquecimento do físico e do mental, e ai, até completarmos o ciclo de nossa missão terrena, vamos precisar muito daqueles que nos amam. 

Aprendi quão importantes são as pessoas em nossas vidas, por isso como não sabemos como e quando delas vamos precisar, recomenda-se que com todas se mantenha sempre a melhor relação. Aprendi que o silêncio pode ser um grande conselheiro, por isso é sempre bom praticá-lo. Aprendi que agir preventivamente pode fazer toda a diferente entre deixar acontecer e depois lamentar. Aprendi que pessoas de sucesso procuram orientação e não elogio. É que o elogio simplesmente é efêmero e pode se confundir com a vaidade. 
Transforme sonhos em realidade

Aprendi que os resultados que conseguimos na vida estão relacionados as ações e atitudes determinadas. Por isso não tenha pressa, mas aja, reflita, mas lute, espere, mas realize. Aprendi que posso ser um transformador do mundo ou um fracassado, a escolha está comigo, a partir de como me comporto diante dos desafios e das metas que estabeleci na vida. Por fim, aprendi que ainda tenho muito que aprender ...”



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.