A palavra Coaching virou sinônimo de vendas, assim como ficou banalizada pelo simples fato de que pessoas sem conhecimento vem a adotando por sua tradução. 

Isso já causou outras confusões dentro do mercado de tecnologia, pois a palavra FREE tem sua tradução para o português como grátis. No entanto, a mesma palavra tem a tradução para liberdade, quando falamos de Software temos os Livres, que não são gratuitos. 

Após algumas formações na área de Coaching,  decidi escrever em quatro artigos mostrando a quem possa interessar a origem real desta metodologia.

Sem tirar o mérito de A ou B, tenho em convicção que,  quando o ser humano busca conhecimento independente de local ou base, o objetivo final é sempre o mesmo: EVOLUIR.

Portanto não estamos aqui para defender uma empresa ou outra, tão pouco dizer o que é certo ou errado mas, simplesmente dar opções para que vocês cheguem a um resultado conclusivo diante da evolução desta metodologia e de fatos historicamente comprovados. 

Transforme sonhos em realidade
Para entender um pouco mais da metodologia que aprendi nos processos de Coaching, bem como a maneira como julgo as competências para uma pessoa se intitular como coach, precisamos voltar na Grécia Antiga, especificamente em Atenas.  

Provavelmente você já ouviu falar do MÉTODO SOCRÁTICO. Não, pois bem.... Este é o tópico do nosso terceiro artigo. O que precisamos conhecer aqui é sobre uma personagem mulher bastante peculiar. 

ASPÁSIA: a mulher que ensinou a eloquência a Péricles e Sócrates. 

Aspásia de Mileto era uma Meteca (título dado a pessoas que não nasceram em Atenas) e ficou conhecida como a mulher que transmitiu a Sócrates e Péricles conhecimento e eloquência.

Alguns artigos a apontam como a pessoa que criou o MÉTODO SOCRÁTICO, outros atribuem este título ao próprio SÓCRATES. Há de se averiguar mais intensamente este assunto. 

A grande verdade é que Aspásia era uma mulher a frente de seu tempo, verdadeiramente inteligente e eloquente que passou todo seu conhecimento ao seu filho Péricles. 

Os adversários de Péricles afirmavam constantemente que Aspásia foi quem o ensinou a discursar e que ela tenha sido a real autora do seu famoso discurso funeral. 

Embora esses ataques não fossem algo que preocupava ninguém na contemporaneidade, na antiga Grécia isso era um insulto gravíssimo.

Nenhum estadista ateniense, nem homem algum, desejaria saber que estava em dívida com uma mulher pelo seu sucesso.

Eis que Sócrates, um dos pensadores e filósofos mais famosos de Atenas demonstrava um respeito acima do normal para aquela época com as mulheres e ao ver e eloquência e inteligência de Aspásia maravilhou-se divinamente. 

Sócrates em uma de suas convicções afirma creditou a Aspásia o discurso funeral que Péricles (seu filho) entregou após as primeiras perdas na Guerra do Peloponeso e não para por aí. O próprio Sócrates disse ter aprendido a "arte da eloquência" com Aspásia. Essa declaração também é citado no diálogo de Menexenus, de Platão.

A historiadora Madeline Henry recentemente escreveu que Aspásia de Mileto era uma personagem chave na história intelectual da Atenas do quinto século. Em seu relato, relatou que foi a mulher mais importante da era e argumenta (como Durant e outros também o fizeram mais cedo) que Aspásia foi professora de Sócrates. 

Ele poderia até ser a personagem modelo de Diotima de Mantineia, a mulher que ensinou a Sócrates o significado do amor.  No diálogo de Platão Symposium, em que Sócrates discursa sobre a verdadeira natureza do amor, ele alega que foi instruído no amor por uma mulher que veio a Atenas ?dias antes da praga? e que ajudou os atenienses com seus sacrifícios.

Aspásia uma mulher, mãe de Péricles um filho que teve fora do casamento, tinha que arcar com os custos por morar em Atenas (pois naquela época toda pessoa que não fosse ateniense e quisesse morar na cidade deveria pagar), detentora de um conhecimento invejável, eloquente a ponte de ensinar filósofos reconhecidos mundialmente, que ao mostrar seu potencial era criticada, insultada e até mesmo humilhada (chamavam sua casa de bordel) pelo simples fato de ser mulher estar acima de seu tempo.

Alguém se identifica ? 

O objetivo principal deste artigo é mostrar a base do Coaching, e a origem da Metodologia atualmente aplicada. 


Principalmente conscientizar as pessoas que coach NÃO é aquele que se autointitula, mas, sim, um profissional que possui conhecimentos comprovados, utilizando uma técnica eficaz, que apoia de maneira responsável as pessoas a chegarem a um estado desejado e que requer estudo e dedicação e não simplesmente uma autonomeação. 



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.