2015 terminou e, como costumamos fazer a cada novo ano, traçamos novos objetivos ou renovamos alguns cuja promessa de realização persiste ano após ano.
Mas, afinal, o ano só começa depois do Carnaval, como muitos costumam dizer. É isso? E agora, o que você vai fazer com aquele plano de emagrecer, de comprar uma casa nova, de fazer a viagem de seus sonhos, de ascender profissionalmente ou de trocar de emprego? 
Escolhemos um objetivo e temos a tendência em acreditar que isso basta para o sucesso; não é assim? Afinal, por que não o conseguiríamos se sabemos o que queremos e conhecemos tantas pessoas que já o alcançaram?
Acontece que nem sempre conseguimos estruturar esse objetivo como algo específico, mensurável e alcançável, mesmo diante de nossas necessidades pessoais e de nossos valores. Pensamos em algo a ser conseguido, mas esquecemos do que teremos que abrir mão pra isso; e mais, do que estamos dispostos a abrir mão, ainda que temporariamente. Muitas vezes nos prendemos a dicas milagrosas abundantemente divulgadas na mídia (dietas, cursos e treinamentos instantâneos, fórmulas de relacionamento, etc) e nos frustramos quando percebemos que não funcionam da forma como nos foram vendidos. Sequer determinamos uma data específica para a realização de nossa conquista e, assim, talvez tenhamos sucesso em um mês, um semestre, um ano….. Talvez!
O coaching é um processo que trabalha a realização de seu objetivo em alta performance. Atuando como um treinador de seu modelo mental, o Coach, que é o profissional, te ajuda no processo de autoconhecimento e na exploração de suas forças para a conquista de seus objetivos. E o que é fantástico nesse processo planejado e estruturado é que você vai conseguindo mensurar sua evolução. E quando sentimos que efetivamente evoluímos nossa motivação se expande e queremos mais; temos prova de que é realmente possível!
Diferente de um conselheiro, o coach não vai te dizer o que fazer ou deixar de fazer. O conselheiro tenta te ajudar com base nas experiências de vida dele, na forma de ser, de pensar e de agir dele, que certamente é diferente da sua. Então, o que funcionou pra ele muito provavelmente não funcionará da mesma forma pra você.
Mas, cuidado, há muita gente por aí se dizendo coach sem nada entender sobre o comportamento humano, sem ter qualquer experiência de sucesso em suas conquistas, sem ter um boa formação não apenas em coaching, mas em desenvolvimento de competências relacionadas ao processo; sem ética. Por isso, fica a dica: busque um profissional preparado, pare de achar que sozinho você é capaz de tudo e não espere mais um ano para refazer suas promessas de realização!



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.