Uma ótima dica para superar uma decepção
Você já deve ter falado ou escutado a frase: “Quanto mais eu conheço as pessoas, mais gosto dos animais, mais gosto disso ou daquilo”.

Esses dias eu estava passando pelo meu feed de notícias em uma rede social quando vi que um amigo escreveu: “quanto mais eu conheço as pessoas, mais gosto dos animais!”

Isso me deu um estalo para redigir um artigo para as pessoas que podem ter sofrido uma decepção ou frustração.

Quem são essas pessoas que te fizeram sentir isso? Você conheceu todos do universo para chegar a essa conclusão? Que fatos e evidências compravam que isso é uma verdade?

Com certeza você já se sentiu frustrado com alguém ou alguma coisa.

Você já parou para pensar que a frustração nada mais é do que o fruto da expectativa que colocamos em cima do próximo ou de determinada situação?

Talvez você esteja procurando ou conhecendo as pessoas nos lugares errados. Não coloque uma frustração sua em cima de todo o resto da humanidade. Você não prefere sua mãe, seu pai, um tio querido, um amigo ou um irmão?

Será que você não está dando muita importância para um problema que na realidade nem é tão grande assim? Sabe quantas pessoas temos ao redor do mundo hoje? Mais de 7 bilhões! Olha quantas possibilidades que você tem por aí.

Talvez não seja assim tão fácil, mas você pode começar a controlar as expectativas que coloca em cima de outras pessoas!

Uma vez ouvi do meu psicólogo uma frase que me marcou: “A gente só dá aquilo que tem”.

As pessoas só nos dão aquilo que elas podem nos dar. Se você proporcionou alguma coisa a alguém, você deu aquilo que tinha dentro de si. Isso não significa que o indivíduo tenha o mesmo modelo de mundo que você e que vai lhe retribuir da mesma forma!

Continue caminhando, diminua suas expectativas e conheça novas pessoas e ainda mais, conheça melhor as pessoas que você já conhece!

Tenha a certeza que sair dessa situação só vai depender de você!

Pense nisso!

Agora eu quero saber sua opinião: Alguma vez você já colocou expectativas demais em quem não correspondeu?



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.